José Reis - Movimentação em hotéis varia conforme cada época do ano

Foto: José Reis - Movimentação em hotéis varia conforme cada época do ano

HOSPEDAGEM

Turismo de negócios movimenta setor hoteleiro em Prudente

Cidade conta com cerca de 2,2 mil leitos, divididos em 33 unidades, englobando hotéis, motéis, pensões e semelhantes, como levantado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico

  • 21/07/2019 04:10
  • THIAGO MORELLO - Da Redação

De acordo com a Sedepp (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico), existem hoje em Presidente Prudente 33 locais disponíveis para hospedagem e, dentro dessa esfera, estão envolvidos hotéis, motéis, pensões entre outros estabelecimentos do gênero. Juntos, eles formam uma rede com aproximadamente 2,2 mil leitos, prontos àqueles que precisam e querem passar um tempo na cidade. Mas além de outros motivos, o turismo de negócios é pautado como o carro-chefe que mobiliza o setor de hotelaria em Prudente, como garantido por quem atua na categoria, bem como pela própria pasta que disponibiliza os números.

“Uma vez que Prudente é polo regional, quem vem para cá dificilmente fica no próprio local, em alguma cidade vizinha. Ou seja, naturalmente a cidade também se torna um espaço mais que opcional, para quem vem ao entorno resolver negócios, sejam eles de qualquer ramo, como de entretenimento”, comenta o titular da Sedepp, Carlos Alberto da Silva Corrêa, Carlos Casagrande, ao analisar a situação do cenário na cidade.

Ele reforça que a região possui quase um milhão de habitantes, ao contar as 53 cidades que a compõe, fazendo com que o segmento seja caracterizado como “forte”. E, para o secretário, o que reforça isso, além do turismo de negócio, são as estadias quem vêm com a visita para lazer e prestação de concursos e vestibulares. “Não podemos esquecer também que Prudente é cidade sede de uma região composta por muitas unidades penitenciárias, que faz com que as famílias da população carcerária de fora estejam por aqui frequentemente”, lembra.

Alta temporada

A gerente geral do Hotel Portal d’Oeste, Marluci Rizo dos Santos, confirma que o turismo de negócios é a principal movimentação dentro da hotelaria. Contudo, isso vai variar conforme cada época do ano, sendo os meses de abril e maio - com retorno em agosto - o período de “alta temporada”, como pontuado por ela. “Mas podemos dizer que já foi melhor. Com isso, cabe a nós promover estratégias, como descontos e promoções, voltadas para a necessidade de cada cliente”, frisa. O local já atua em Prudente há 18 anos.

Em contraponto, no Itaverá Master Hotel, o proprietário Claudio Bispo também elenca o final e começo do ano (dezembro e janeiro) como meses bons para o setor. “Isso porque, nesse período, ocorrem bastantes formaturas de faculdade, casamentos, e isso também mexe com a quantidade de hóspedes”, observa. Mas ele concorda ao dizer que o turismo de negócios é quem manda. E complementa: “há dificuldades, mas o movimento é bom”.

Investimentos

E para que esse número seja mais expressivo, existe pelo menos uma prospecção de investimento na cidade. Nas últimas semanas mesmo, Casagrande recebeu no município uma empresa da capital paulista, de consultoria de negócios, que veio justamente para avaliar a área de hotéis e empreendimentos, dispostos a fazer negócio. “Foi uma visita técnica, mas no sentido de querer construir. Não é concreto, tem que esperar as coisas acontecerem, mas saber que existe uma sondagem já nos permitir estar mais preparados”, finaliza o secretário.