Venceslau perde e vai para a melhor de três

 12/11/2017  - THIAGO MORELLO - Da Redação

A A A

A um passo da final do Campeonato Paulista da Divisão Especial Feminina de 2017, o Basquete Venceslau tropeça contra o São José e leva a decisão para a melhor de três. Em partida fora de casa, em São José dos Campos (SP), na última sexta-feira, o grupo empatou no tempo normal, mas perdeu na prorrogação, pelo placar de 82 a 76. Com a vitória em casa no primeiro jogo, os dois times somam uma partida ganha e ficam de igual para igual.

“A gente estava cinco pontos à frente no confronto, mas, infelizmente, cometemos alguns erros e isso acabou condenando o jogo”. Essa é a justificativa do técnico venceslauense, Flávio Prado, sobre a derrota ocorrida anteontem. À reportagem, ele conta que foi uma disputa de igual para igual, “bem pegada”, e que o melhor em quadra prevaleceu. Depois de empatarem em 71 a 71 no tempo normal, o jogo foi à prorrogação e o São José fechou em 11 a 5, garantindo a vantagem sobre as meninas da região, forçando a decisão no terceiro confronto.

E no próximo duelo, também fora de casa, Flávio garante que sem dúvida nenhuma, fisicamente fica mais difícil, já que a viagem desgasta mais, além do fato de que o terceiro jogo já acontece no dia seguinte. “A gente usa a parte da tarde para treinar e corrigir o que puder ser corrigido. Na verdade, são erros individuais, falhas bem pontuais e nada que seja problemático para a equipe de modo geral”, explica. De acordo com ele, trata-se de erros de passes, decisões erradas no meio da partida, que acabam indo pelo caminho errado e atrapalhando jogo.

Como dito no início da reportagem, o Venceslau foi feliz no primeiro jogo contra o adversário, e venceu dentro de casa por 61 a 59, na última terça-feira. Contudo, mesmo feliz, o treinador lembra que, desta vez, o São José está em casa e tem essa vantagem a mais, o que acaba sendo um favoritismo. “Mas não vamos e não temos porque desanimar. Fizemos uma boa campanha até aqui e levaremos isso para dentro de quadra até o final. A expectativa sempre é boa, em todos os jogos, e sabemos que temos condições de sair com um resultado positivo”, argumenta.

Além da desvantagem de não estar em casa e sentir falta da torcida, o técnico ainda tem outros problemas à frente. Como noticiado por este diário, antes que embarcasse para São José dos Campos, a comissão técnica confirmou a ausência da ala/armadora Karen Gustavo, que lesionou o joelho na primeira partida das semifinais e saiu mais cedo da quadra.

 

Destaque

Mesmo com a derrota, nem tudo são erros. Pelo lado do Basquete Venceslau, quatro jogadoras se destacaram em suas atuações na partida. A primeira delas foi Jeane Morais, que fez 14 pontos, cinco rebotes, quatro assistências e uma bola recuperada; Izabela Andrade repetiu a pontuação da colega de time, além de seis assistências e uma bola recuperada; assim como Fabiana Guedes, que também fez 14 pontos e seis rebotes, ademais três assistências e duas bolas recuperadas; por fim, Bárbara Souza ajudou o time com 14 rebotes, 11 pontos, três assistências e uma bola recuperada do adversário.

 

De olho na final

O terceiro e último jogo que iria definir quem ia ou não para a final do campeonato aconteceu ontem, em São José dos Campos, no Ginásio Municipal “Cidade Jardim”, às 17h. No entanto, a edição foi finalizada antes que a partida fosse realizada.

Comentário