Após goleada fora, Campaganollo pede apoio da torcida no Prudentão

Líder isolado, Grêmio Prudente venceu a Santacruzense ontem por 4 a 1, com 3 gols de Di María; técnico conta com suporte do torcedor para duelo de sábado, contra o Assisense  

Esportes - CAIO GERVAZONI

Data 09/05/2022
Horário 21:50
Foto: Reprodução/Prudente TV
Campagnollo: “Prudente tem condição de trazer torcedores para que a gente possa motivar nossos atletas”
Campagnollo: “Prudente tem condição de trazer torcedores para que a gente possa motivar nossos atletas”

O Gavião Carcará segue planando firme e com sangue nos olhos neste início de temporada do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, a Bêzinha, quarto patamar da competição estadual. Ontem, jogando fora de casa, o Grêmio Prudente desbancou a Santacruzense por 4 a 1, no Estádio Leônidas Camarinha, em Santa Cruz do Rio Pardo. Focada no primeiro grande objetivo que é a classificação para o mata-mata do certame, a equipe de Presidente Prudente é líder isolada do grupo 2, com sete pontos em três partidas.
O próximo desafio do Grêmio é em casa, no Estádio Paulo Constantino, Prudentão, no sábado, às 15h contra o Assisense, que na última rodada foi derrotado por 1 a 0 pelo Vocem (Vila Operária Esporte Clube Mariano). O clássico de Assis foi disputado em Marília, no Estádio Bento de Abreu, por conta das obras que ocorrem no setor visitante do Tonicão e que impossibilitaram, segundo a FPF (Federação Paulista de Futebol), a divisão das torcidas no estádio local para o dérbi.  

“Venha conhecer nossa equipe"

Na coletiva de imprensa logo após a vitória contra Santacruzense, o técnico do Grêmio Prudente, Marcos Campagnollo, frisou a importância do apoio da torcida nos jogos no Prudentão para que a equipe entre em campo cada vez mais motivada e tenha o torcedor como o 12º jogador nos duelos dento de casa. Na primeira e única partida do Gavião Carcará em Presidente Prudente até aqui nesta temporada, cerca de 750 pessoas estiveram presentes nas tribunas do estádio. 
Campagnollo tomou como exemplo o público de quase 2 mil torcedores que, na sexta-feira, empurraram o XV de Jaú no Estádio Zézinho Magalhães na vitória do time da casa por 1 a 0 sobre o São-Carlens pelo grupo 3 da Bêzinha. “Temos que tirar exemplos das equipes que estão buscando o acesso. Em Jaú, tinham quase 2 mil pessoas torcendo, vibrando e jogando - sendo o 12º jogador. Prudente tem condição de trazer torcedores para que a gente possa motivar [ainda mais] nossos atletas. É uma equipe diferente. É uma equipe motivada que sabe o que quer e dentro da partida sabe controlar [o jogo] nas horas boas, nas difíceis”, realçou o treinador do Gavião Caracará. “Venha conhecer a nossa equipe de perto, torcedor”, convidou Campagnollo. 

Brilhou a estrela de Di María

Não foi a estrela de Ángel Di María, do Paris Saint Germain, que brilhou neste final de semana. O argentino pouco fez no empate em 2 a 2 da equipe parisiense, já campeã da Ligue 1, contra o Troyes pela 36ª rodada do Francesão. A estrela que brilhou foi a de Jeferson Di María, camisa 9 do Grêmio Prudente, que só faltou fazer chover em Santa Cruz do Rio Pardo.
O atacante anotou três gols e foi fundamental para abrir o placar do jogo logo aos dois minutos do primeiro tempo, quando, no rebote de um petardo numa cobrança de falta do Grêmio, venceu o goleiro da Santacruzense, Igor Belmiro, na disputa aérea e deixou a bola limpa para o volante estreante Gustavo Carneiro inaugurar o marcador
O recital de Di María com as redes do Estádio Leônidas Camarinha começou ainda no primeiro tempo. O primeiro ato foi aos 28 minutos quando o atacante - livre dentro da área - guardou de maneira sutil a bola na casinha. O gol saiu após uma linda troca de passes do Gavião Carcará. A bola passou por todos os setores do campo e num “toco y voy” afinado entre o lateral-direito Pillegi e o meio-campista Rafinha a pelota chegou no pé-direito do camisa 9: 2 a 0, Grêmio.
O segundo ato veio quatro minutos depois. Di María recebeu uma bola afastada pela zaga do Grêmio Prudente e ficou no mano-a-mano contra o defensor da equipe da casa. Num misto de velocidade e técnica, o camisa 9 jantou o zagueiro e acertou um lindo chute apara anotar um golaço e ampliar o marcador: 3 a 0, Grêmio. 
Antes de completar a tripleta, Di María viu a Santacruzense marcar o gol de honra no final do primeiro tempo com o camisa 2 Matheus, que foi preciso no cabeceio após bola alçada na área do Grêmio em cobrança de escanteio: Santacruzense 1, Grêmio 3.
O terceiro ato de Di María para encerrar o seu show em Santa Cruz do Rio Pardo aconteceu aos 30 minutos da etapa final. O camisa 17 Elias, que minutos antes havia acabado de entrar no jogo, engatou contra-ataque pela ponta-direita e foi preciso ao realizar o cruzamento que encontrou a estrela do dia livre dentro da área adversária. Letal, Di Mária não perdoou novamente e, como manda o manual, acertou um belo cabeceio, a bola ainda quicou no gramado e tocou a trave para morrer no fundo das redes: 4 a 1, Grêmio. 

Líder isolado do Grupo 2

Com a vitória sobre a Santacruzense, o Grêmio Prudente fez a manutenção da liderança no grupo 2 da Bêzinha. No topo da chave com sete pontos após três jogos, o Gavião Carcará agora é líder isolado do grupo, e vê Vocem com seis na segunda posição; Itararé em terceiro; e Osvaldo Cruz em quarto, ambos com cinco pontos; Assisense na quinta colocação, com um ponto; e Santacruzense, que demitiu o treinador Vavilson Guerreiro após a derrota, na lanterna e ainda não pontuou na Bêzinha. 

Julhia Marqueti/Grêmio Prudente

Jeferson Di María, camisa 9 do Grêmio, só faltou fazer chover em Santa Cruz do Rio Pardo: 3 gols e uma assistência

 

Veja também