Polícia Civil desmantela quadrilha que gerou prejuízo de R$ 120 mil em golpes

Investigação da delegacia de Pirapozinho cumpre 7 mandados de prisão e 11 de buscas domiciliares na Grande São Paulo; uma das modalidades de golpes era venda de veículos furtados ou roubados

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 09/09/2021
Horário 08:32
Foto: Polícia Civil
 Investigação começou após golpe aplicado em maio deste ano em Pirapozinho
Investigação começou após golpe aplicado em maio deste ano em Pirapozinho

A Delegacia de Polícia Civil de Pirapozinho deflagrou hoje a Operação 2 Reis 7:14. O objetivo é desmantelar uma organização criminosa especializada na aplicação de diversos tipos de golpes, o que gerou prejuízo de R$ 120 mil às vítimas, por meio de fraudes em depósitos bancários fraudulentos. Os mandados são cumpridos na Grande São Paulo.

Segundo o delegado Rafael Guerreiro Galvão, as investigações iniciaram há pouco mais de três meses, após o registro de crime de estelionato em Pirapozinho, no dia 21 de maio deste ano. “[É uma] organização criminosa estruturada com divisão de tarefas, apta a dar golpes em todo o interior de São Paulo, porém, sediada na região de Brasilândia, na capital do Estado de São Paulo”, afirma.

“Essa organização criminosa angariava veículos receptados, roubados e furtados da capital, e vendia em placas falsas, documentos falsos para vítimas do interior”, explica Galvão.

De acordo com a Polícia Civil, após a identificação dos alvos, os policiais cumpriram 7 mandados de prisão e 11 mandados de buscas domiciliares na Grande São Paulo. Nos endereços foram apreendidos cartões bancários, máquinas de cartão e talões de cheque.

A operação contou com a participação de policiais civis da Delegacia Seccional de Presidente Prudente e do Dope (Departamento de Operações Policiais Estratégicas), da capital paulista.

“Com a operação policial e suas correlatas buscas e prisões, além do desmantelamento e da cessação da conduta criminosa da organização, haverá a possibilidade de seguimento investigativo a fim de identificar outras vítimas da organização criminosa e até mesmo recuperar  valores para o devido ressarcimento das vítimas”, afirma o delegado.


Foto: Polícia Civil -  Buscas resultaram em apreensões em diversos endereços de suspeitos

SAIBA MAIS

Polícia Civil lança aplicativo para celular com orientações sobre golpes

Veja também