Sicredi celebra Dia Internacional das Cooperativas de Crédito com Encontro Nacional com Jornalistas

Evento realizado há seis anos pela instituição, desta vez ocorreu de forma virtual por conta da pandemia do novo coronavírus

Empresas & Negócios - DA REDAÇÃO

Data 25/10/2020
Horário 03:00
Divulgação: Abertura da edição 2020 do Encontro Nacional com Jornalistas, realizado esse ano de forma virtual, pelo Sicredi
Divulgação: Abertura da edição 2020 do Encontro Nacional com Jornalistas, realizado esse ano de forma virtual, pelo Sicredi

O DICC (Dia Internacional das Cooperativas de Crédito) foi celebrado mundialmente neste ano no dia 15 de outubro. A cooperativa financeira Sicredi iniciou a comemoração no dia 8, com o tradicional Encontro Nacional com Jornalistas, promovido há seis anos pela instituição, desta vez virtual por conta da pandemia do novo coronavírus.

O evento repercutiu o tema proposto pelo Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito (Woccu, na sigla em inglês) e apoiado pela OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras): “Inspirando Esperança à Comunidade Global”. A temática visa mostrar como a atuação das cooperativas de crédito tem sido benéfica às comunidades, especialmente com as dificuldades decorrentes da pandemia.

Para isso, além de contar a sua trajetória centenária no cooperativismo no Brasil, o Sicredi vai expor dados sobre sua atuação ao longo de 2020, apresentar estudos científicos que comprovam benefícios do segmento para o desenvolvimento econômico, entre outros conteúdos. Também serão apresentados cases mundiais de atuação das cooperativas de crédito ao redor do planeta com a participação do presidente e CEO do Woccu, Brian Branch.

A abertura do evento contou com a presença de Manfred Alfonso Dasenbrock, presidente do Conselho de Administração da SicrediPar, da Central Sicredi PR/SP/RJ e membro do Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito (Woccu). Dasenbrock destacou a trajetória do Sicredi, em especial entre 2013 a 2019, período em que a instituição, entre muitos resultados, expandiu sua rede de atendimento, chegando a regiões como Norte e Nordeste, iniciou uma jornada de transformação digital e aumentou seu número de associados, que hoje já passa dos 4,5 milhões em 23 Estados e no Distrito Federal.

“A realização do Encontro Nacional com Jornalistas em celebração ao DICC é uma das principais agendas do Sicredi por ser um momento para compartilharmos com esse público tão importante os diferenciais e resultados do nosso segmento, gerando conhecimento e possibilitando que essa mensagem seja repercutida, alcançando mais pessoas. Mesmo com mais de 10 milhões de adeptos no Brasil, muitos ainda desconhecem que o cooperativismo de crédito, além de serviços financeiros, atua fortemente em questões que contribuem tanto com o desenvolvimento econômico como com a formação para cidadania”, destacou Dasenbrock.

Durante a programação houve momentos para questionamentos dos jornalistas participantes.

 

Sicredi apresenta resultados deste ano

Com destaque para itens como a concessão de crédito e renegociações no cenário de pandemia da Covid-19 o Sicredi divulgou resultados de outras iniciativas para contribuir com os negócios dos seus associados também, como o Movimento de Apoio à Economia Local, lançado para valorizar as atividades econômicas locais, e a parceria com empresas ligadas ao agronegócio para criação do Agtech Garage, um dos maiores hubs de inovação para o agro na América Latina.

As perspectivas da instituição para o futuro do relacionamento com os seus associados, passando por evolução no modelo de agência e soluções digitais foram tema da programação. Outras ações sociais também ganharam destaque no evento, como o engajamento no Dia C de Cooperar 2020, por meio do qual o Sicredi realizou cerca de mil iniciativas, beneficiando mais de 4 milhões de pessoas em 620 municípios do país.

Um dos principais momentos foi a divulgação de estudos encomendados pelo Sicredi sobre o impacto do cooperativismo de crédito na economia brasileira. As pesquisas foram apresentadas pelo economista-chefe da instituição, Pedro Ramos. Um deles foi conduzido pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), avaliou dados econômicos de cidades com e sem cooperativa de crédito entre 1994 e 2017 e cruzou informações do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica), concluindo que o segmento incrementa o PIB (Produto Interno Bruto) per capita dos municípios em 5,6%, cria 6,2% mais vagas de trabalho formal e aumenta o número de estabelecimentos comerciais em 15,7%, estimulando, portanto, o empreendedorismo local.

A participação de Brian Branch, presidente e CEO do Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito que apresentou números e desafios do segmento em nível mundial, além de destacar cases de atuação das cooperativas de crédito no suporte às comunidades ao redor do mundo foi outro momento importante.

 

Conheça o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4,5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio, diferentemente dos bancos convencionais. Com presença nacional, está em 23 Estados e no Distrito Federal, com mais de 1.900 agências e oferecendo mais de 300 produtos e serviços financeiros.

A instituição surgiu em 1902, no Rio Grande do Sul, como pioneira do cooperativismo de crédito no Brasil. Seguindo os conceitos do cooperativismo de crédito, um dos principais diferenciais do seu modelo de atuação é que os associados têm poder de voto e participam de todas as decisões das cooperativas. Além disso, mesmo operando em Sistema, as cooperativas têm autonomia administrativa e financeira para atuação local, gerando valor e atuando de acordo com as características e necessidades das comunidades onde estão presentes.

O Sicredi está atualmente presente em mais de 1,4 mil municípios brasileiros e em mais de 200 deles é a única instituição financeira fisicamente presente, exercendo um trabalho importante. O bom desempenho financeiro e o crescimento contínuo do número de associados colocam o Sicredi no ranking das maiores instituições financeiras do Brasil. No primeiro semestre de 2020, seus ativos chegaram a R$ 137,4 bilhões, volume 38,5% superior ao mesmo período de 2019; resultado líquido de R$ 1,59 bilhão, alta de 6,5%; patrimônio líquido de R$ 18,7 bilhões, aumento de 16,1%; e carteira de crédito de R$ 75,8 bilhões, alta de 24,7% em relação ao primeiro semestre do ano passado.

A instituição faz parte do Sistema Financeiro Nacional, sendo regulada pelo Banco Central do Brasil e contando com os mesmos mecanismos de segurança do sistema financeiro tradicional, além de ter avaliações positivas das maiores agências de classificação de risco de crédito do mundo, como a Fitch Rating, Moody’s e Standard & Poor’s. A maior parte da sua base de associados é formada por Pessoas Físicas e o Sicredi é uma das instituições financeiras mais atuantes no agronegócio, especialmente entre pequenos produtores rurais, ligados à agricultura familiar. Além disso, o Sicredi também está presente nos grandes centros urbanos do Brasil.

 

SAIBA MAIS

No Brasil, o cooperativismo de crédito já conta com cerca de 10,9 milhões de associados, segundo o Panorama do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo 2019 feito pelo Banco Central do Brasil. Os associados estão distribuídos em 873 cooperativas de crédito e contam atualmente com mais de 6 mil pontos de atendimento pelo país.

 

Veja também