A Cidade dos Ônibus Amarelos

Sandro Villar

O Espadachim, um cronista a favor do álcool e contra o alcoolismo

CRÔNICA - Sandro Villar

Data 20/06/2021
Horário 06:50

Se Londres tem seus ônibus vermelhos, famosos em todo o mundo, Presidente Prudente não fica atrás. A maior cidade do oeste paulista também tem seus ônibus coloridos e bota coloridos nisso. São ônibus amarelos, mais amarelos do que canários. 
Ou mais amarelos do que a flor do ipê amarelo e, por falar nisso, escolha aí, respeitável público, a comparação que melhor lhe convier(que língua , Meu Deus!), ou seja, opte pelo amarelo dos canários ou pela flor do aludido ipê. 
O diabo é que a dona desses coletivos, no caso, a ínclita empresa denominada Prudente Urbano, que parece estar mal dos "pneus", não demonstra ter uma convivência pacífica com os funcionários, no caso em questão, os motoristas e cobradores. Pelo menos até quinta-feira eles ainda não tinham recebido o salário de maio. E olhem que já estamos na segunda quinzena de junho. Assim não dá, Prudente Urbano. Muda de ramo. Vai de carroça.
De que adianta ter uma frota tão bonita - pela cor amarela, talkei - se volta e meia tem greve, aliás, mais do que justa. É a quarta greve este ano e sempre pelo mesmo motivo: salários atrasados.
A passagem de ônibus, em Prudente, custa mais de R$ 4, uma das mais caras do Brasil. E ainda assim a empresa atrasa o pagamento. Ora, dona Aurora! O povão paga esse valor com enorme sacrifício ainda mais agora em meio à uma pandemia.
Dá pena ver passageiros nos pontos esperando horas a fio pelos ônibus, belos ônibus amarelos, cada vez mais raros, principalmente nos fins de semana e feriados. A Prefeitura acerta ao exigir passageiros sentados, mas é preciso ter mais ônibus circulando, Cacilda!
O povão está cansado de tanto sofrimento. Carne subiu 35% e até o ovo está com o preço mais alto do que poste. Uma nutricionista explicou que, para substituir a carne, a pessoa precisa comer uns três ovos por dia. Além desta carestia(palavra usada pelos antigos), há também o drama do transporte público relatado acima. Não seria o caso de estatizar o setor? Ou estudar uma parceria entre a Prudente Urbano e a Prefeitura. Aí teremos os belos ônibus amarelos circulando por toda a cidade. A frota inteira, claro! 

DROPS

Guedes propõe alimentar pobres com restos de comida. Não ria. Chore!

Tereza Cristina, a menina veneno, sugere alimentos com prazo de validade vencido para os pobres. Ela deveria dar o exemplo e comer em público linguiça vencida. 

Se não chover logo, as Cataratas do Iguaçu serão chamadas de Pingos do Iguaçu.

Cadê o lobo-guará? Pelo jeito ele só uiva no bolso de poucos.

Vai reformar ou construir?
CASA DAS TINTAS, a loja do Élcio, tem as melhores tintas. Entregas em domicílio. 3907-7500 e 99132-0716. Av. Ana Jacinta, 1.663.


 

Veja também