A PRÁTICA SAUDÁVEL DE COMER 3 VEZES AO DIA

Belmiro d’Arce

COLUNA - Belmiro d’Arce

Data 09/02/2020
Horário 05:27

VALORES ESSENCIAIS
A alimentação é a condição que mais determina a saúde. Além de sua qualidade, outro importante valor define o que constitui uma alimentação saudável: a frequência da alimentação.

SUFICIENTE E BENÉFICA
Três refeições por dia é a frequência suficiente para fornecer os nutrientes que o organismo precisa e, de extrema importância, em função dos intervalos maiores entre as refeições, proporcionar o tempo adequado para a digestão e a eliminação das toxinas acumuladas, condições básicas para a saúde.  

QUEM PRECISA DE MAIS
E quem é atleta ou trabalhador braçal, que precisa de muita energia? Bem, esses naturalmente comerão maiores quantidades, mas, igualmente, em 3 refeições no dia, assim, mantendo as condições para digestão e exoneração.   

DIMINUIÇÃO DA ENERGIA
Comer muitas vezes ao dia, ao contrário do que parece, diminui a energia e a disposição, pelos prejuízos na digestão e na exoneração, favorecendo a ocorrência de doenças.  

“NÃO CONSIGO FICAR SEM COMER”
 A vontade de comer muitas vezes ao dia, de 3 em 3 horas, que, se não atendida provoca fraqueza e mal-estar, não indica que a pessoa deve comer. É sinal de um organismo malnutrido, intoxicado e dependente de comida inadequada (que não nutre, não sacia e engorda) e deve ser descondicionado desse processo doentio.  

RETIRADA PROGRESSIVA
Comer frequente é importante causa de desânimo e doenças. Para livrar-se desse vício, faz-se uma diminuição gradativa das comidas e dos horários inadequados, até, em poucos dias, se instalar novos e saudáveis costumes.     

GRANDES BENEFÍCIOS
Comer três vezes ao dia evita os processos inflamatórios, favorece a perda de peso, alivia o pâncreas, facilita a cura do diabetes, da hipertensão arterial e de todas as doenças.

OUSAR, SAIR DO QUADRADO
Uma grande luta do ser humano é contra a acomodação. Ela o faz seguir repetindo práticas, mesmo sem ter bons resultados. Mudar não é fácil, mas, sendo impossível ter novos resultados fazendo as mesmas coisas, mudar é preciso. 

PENSAVA QUE NÃO PODIA
Muitas vezes estamos tão dependentes de um costume que pensamos não ser possível viver sem ele. Assim, seguimos, resistindo aos argumentos, negando evidências, até que a morte nos separa.   

O PRIVILÉGIO DO APRENDIZADO
Sou grato a Deus por ter aprendido e valorizado essa prática alimentar, simples, mas, poderosa em sua capacidade de nos conduzir em um roteiro saudável de vida. Deus lhe abençoe!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja também