A vida real está  no off-line

Uma das frases que mais ganhou força durante a pandemia da Covid-19 foi o desejo de viajar e adquirir liberdade. Percebemos a importância de nos reconectar com o mundo ao nosso redor. Digo se reconectar presencialmente, já que com o isolamento social, passamos a suprir a distância com o universo virtual, mas o real da vida está no off-line. Não se prenda apenas ao que está na tela do seu celular ou computador. Aprecie os momentos ao vivo. 
Ao longo das nossas vidas, construímos narrativas que moldam a nossa personalidade e maneira de pensar. Assim, ao conhecer outros lugares, pessoas e culturas, passamos a questionar o porquê agimos dessa forma ou se fomos influenciados pelas nossas vivências. Por isso, o ser humano tem a necessidade de viajar para poder evoluir. 
Hoje, mais do que nunca, entendemos o que é preciso para viver bem. Valorizamos momentos ao invés de aquisições materiais. E viajar reflete exatamente isso, já que oferece diversos benefícios, tanto emocionais como físicos.  
Em anos de mudança, como foram 2020 e 2021, os consumidores alteram os seus comportamentos. Os viajantes passaram a buscar locais que seguissem os protocolos de segurança em função do coronavírus e que fossem em regiões mais isoladas, cobertas pela natureza e sem aglomerações. As hospedagens que se destacaram foram aquelas que se adaptaram e promoveram estadias com conforto para home office, ou seja, acomodações que garantem segurança para os turistas de negócios e lazer, uma vez que proporcionam privacidade e independência durante a hospedagem. 
Com a vacinação e as medidas de segurança, o setor turístico viverá anos em meses. As reservas estão mais flexíveis, as promoções de viagens têm prazos mais extensos, ainda, observamos o aumento do investimento dos destinos para atrair mais viajantes em seus pontos turísticos. Uma boa notícia é que diversos países já aceitam brasileiros vacinados, independentemente de sua fabricante. E após quase 18 meses sem movimentação, os eventos em São Paulo também foram liberados de forma controlada, ou seja, feiras corporativas, museus e encontros de negócios podem funcionar, porém, seguindo todas as recomendações sanitárias. 
Diante do cenário atual, o viajante também precisa assumir um papel de responsabilidade. Antes de fazer as malas, fique atento a alguns detalhes e cuidados: vacine-se, não deixe de usar máscara em locais públicos, higienize frequentemente as mãos, respeite o distanciamento social, escolha destinos que sigam os protocolos sanitários orientados pela OMS (Organização Mundial da Saúde).
Ao consultar seu agente de viagens, ele te mostrará não apenas uma lista de passagens aéreas, hotéis e passeios padrões, mas sim, opções que efetivamente irão te ajudar a organizar e montar a sua viagem. Ao consultá-lo, você poderá programar um roteiro personalizado, receberá insights que não se encontram em qualquer pesquisa na internet, além de ser informado sobre cada item obrigatório para entrar no destino, como por exemplo, vistos e vacinas, regras de imigração e, principalmente, a cobertura do seguro-viagem, que garante seu conforte a qualquer adversidade. Dicas valiosas para uma viagem mais segura!
Veja a lista de agências associadas à Aviesp e Abav-SP, por meio do site www.abavspaviesp.com.br.
 

Veja também