Abertos ontem

Toninho Moré

COLUNA - Toninho Moré

Data 16/04/2021
Horário 03:38

Foram abertos ontem pelo governo estadual os envelopes das propostas de empreiteiras para o recapeamento da vicinal da Aymoré, que liga Presidente Venceslau ao Bairro Campinal. Um trecho de 25 quilômetros entrará em manutenção, passando pelo território de três municípios, Presidente Venceslau, Presidente Epitácio e Caiuá.

ESTRADA É MOVIMENTADA
Existe expectativa sobre o anúncio do início das obras. A estrada da Aymoré se apresenta em estado lastimável há anos e mesmo assim é via muito utilizada na região. Serve para o escoamento de produtos agrícolas e trânsito dos moradores de diversos assentamentos, além de ligação com a via vicinal Hélio Gomes, que margeia o Rio Paraná e caminho para vários ranchos de pesca existentes na antiga Lagoa São Paulo. 

TRÂNSITO O TEMPO INTEIRO 
Durante a semana é utilizada intensamente pelos moradores do local e nos finais de semana para o turismo. Muitos vindos de Presidente Prudente e região, cortam Presidente Venceslau para pegar a via em direção ao Campinal ou Panorama. Seu recapeamento será bem-vindo e bem visto politicamente. 

QUESTÃO POLÍTICA
Este recapeamento tem algo curioso. Devido ao longo tempo que vem sendo prometido pelos governos estaduais, existem muitos “pais da criança”. Todos que passaram pela Prefeitura ou Câmara Municipal em Caiuá, Presidente Epitácio ou Presidente Venceslau, já enviaram pedidos ao governo do Estado. O anúncio de recapeamento será uma verdadeira festa para muitos.

CRISTO MISERICORDIOSO
A imagem do Cristo Misericordioso que fica na entrada de Presidente Venceslau foi totalmente restaurada. Ganhou nova pintura e reparos. O trabalho foi feito com a participação da ex-vereadora Lucimara Dias e outros integrantes da comunidade católica da cidade. 

VACINAÇÃO EM VENCESLAU 
A vacinação contra Covid-19 em Presidente Venceslau segue sendo feita de maneira tranquila no Posto de Saúde Central. Enfermeiras da Secretaria da Saúde, sob o comando da Vigilância Epidemiológica, passam o dia inteiro realizando a imunização.  

VENCESLAU TEM 17,89% VACINADOS
Ontem a nossa coluna foi informada que já são 17,89% vacinados em Presidente Venceslau, correspondendo a 7.088 que receberam a primeira dose. A segunda dose foi aplicada em 2.621 pessoas, atingindo a 7,10% da população. No momento a faixa etária que recebe a primeira dose é de 65 anos para cima. 

CONTRA A INFLUENZA
Além da vacinação contra Covid-19, em Presidente Venceslau está sendo feita de maneira paralela desde a segunda-feira passada, a vacinação contra o vírus H1N1, da gripe influenza. Ocorre no mesmo pátio, proximidades do Posto de Saúde Central. Podem se vacinar contra a gripe crianças que não completaram 6 anos, trabalhadores da saúde e mulheres que tiveram parto nos últimos 45 dias.

MORTES E TRISTEZA
Estes momentos de pandemia têm machucado bastante pessoas nas cidades da região. Notamos a tristeza pelas redes sociais. Todos os dias são postadas diversas informações de luto ou até mesmo pedido de orações para pessoas que estão nas UTIs. A tristeza, o medo e a incerteza são constantes. É preciso muita força e entender que o momento é de disciplina e sacrifício. 

ALGO QUE NUNCA PENSAMOS    
A cidade de Presidente Prudente sempre foi a referência de saúde e tratamento em Presidente Venceslau. Quem diria que isto um dia poderia se inverter. Pois é! Aconteceu. No começo da semana, dos 10 pacientes que estava ocupando a UTI da Santa Casa de Presidente Venceslau, 8 eram de Presidente Prudente. Vejam só o que a pandemia está fazendo com o sistema de saúde regional.

PACIENTES ESPALHADOS
Além de pacientes de Presidente Prudente, a Santa Casa venceslauense também recebeu gente de Três Lagoas (MS), Botucatu, Brasilândia (MS) e Dracena, além de muitos de cidades mais próximas. A doença é tão violenta, que não há distância para se buscar uma UTI vaga.

DIFICULDADE
Num período como o atual, onde a imprevisibilidade está logo ali à frente, os problemas aumentam para a área comercial. A incerteza deixa tudo em corda bamba. Observamos isso em Presidente Venceslau. Empresários, industriais e executivos olham tudo com certa dúvida. Difícil, turbulento e conflitante, a polarização política. Os mais experientes, apesar de nunca terem passado por isso, alertam que é preciso ter calma e paciência.

Veja também