Açúcar: OMS recomenda consumo diário de apenas 25 g

Brasil é o 4º maior consumidor de sacarose do mundo de acordo com levantamento da Sucden, multinacional do ramo açucareiro; produto está em diversos vilões como doces, bolos, etc

VARIEDADES - WEVERSON NASCIMENTO

Data 23/06/2020
Horário 06:00
Isadora Crivelli - Quantidade de açúcar ingerida deve ser levada em consideração diariamente Foto: Isadora Crivelli - Quantidade de açúcar ingerida deve ser levada em consideração diariamente

Que o brasileiro é apaixonado por açúcar, todo mundo sabe. Hoje em dia é fácil encontrar o produto em bolos, chocolates, biscoitos, ou seja, diversos derivados que podem ser consumidos em seio familiar. Com isso, o país se torna o 4º maior consumidor de sacarose do mundo, segundo levantamento da Sucden, multinacional do ramo açucareiro. Mas, todo cuidado é pouco. De acordo com a nutricionista Patrícia Zacharias, a OMS (Organização Mundial de Saúde), através de suas novas diretrizes, recomenda que apenas 5% do total de calorias ingeridas ao dia venham do açúcar, o que daria em média 25 g (gramas) ao dia, ou seis colheres (chá) dos cristalizados comestíveis.

 

Atualmente, os malefícios do açúcar diante de quantidades excessivas de consumo ao dia, segundo a nutricionista, podem trazer diversos danos à saúde. (veja no box da matéria)

Já os grandes vilões da saúde são os famosos bolos, pudins, doces, balas, pães açucarados, refrigerantes, sucos de caixa e em pó, chocolate, biscoito recheado, entre outros que devem ser levados em conta antes de serem ingeridos em grandes quantidades.

 

Como evitar o consumo

Para evitar o consumo excessivo de açúcar no dia a dia, segundo a nutricionista, é necessário que a pessoa evite comprar tais derivados açucarados, visto que, diante da vontade de comer um doce e este não estar disponível em casa, será possível substituir por uma fruta. Ou seja, consumir a frutose (açúcar natural da fruta). O consumo deste benefício, por sua vez, pode ser uma boa opção desde que “também mantenha a ingestão de 25 gramas/dia”.

Já para os diabéticos – grupo de doenças que resultam em muito açúcar no sangue, alto nível de glicose – a recomendação é que retirem o açúcar e usem o adoçante ou reeduquem o paladar. “Se a pessoa está acostumada a colocar uma colher (sopa) de açúcar em um copo de suco, comece a diminuir gradativamente. Então, diminuindo um pouco todos os dias, no final conseguirá colocar uma colher de chá rasa. A recomendação é diminuir lentamente a quantidade de açúcar até que a chegue a uma quantidade normal, e que não fará mal para a saúde dela”, salienta a especialista.

Mesmo com todas as orientações, a nutricionista explica que as pessoas podem consumir produtos que tenham açúcar, contudo, que seja levado em consideração a “quantidade ingerida”.

“Exemplo, caso a pessoa tenha vontade de comer um chocolate, a mesma pode substituir a categoria do ao leite por um 70% de cacau. Mas, repetindo, se mesmo assim a opção for um produto ao leite, o recomendado, é que consuma apenas 25 gramas, a cada duas ou três vezes na semana”, acentua a nutricionista.

 

EXCESSO DE AÇÚCAR PROVOCA:

-  cáries nos dentes,

- obesidade,

- diabetes,

- colesterol alto,

- gordura no fígado,

- gastrite,

- pressão alta,

- prisão de ventre,

- diminuição da memória,

- miopia,

- trombose,

- acne, e

- até mesmo o câncer diante de uma dieta mal equilibrada

 

“SE A PESSOA ESTÁ ACOSTUMADA A COLOCAR UMA COLHER (SOPA) DE AÇÚCAR EM UM COPO DE SUCO, COMECE A DIMINUIR, GRADATIVAMENTE, ATÉ QUE A CHEGUE A UMA QUANTIDADE NORMAL, E QUE NÃO FARÁ MAL PARA SUA SAÚDE”

Patrícia Zacharias

 

Veja também