Ano de 2021 marca expansão de universidade prudentina

Unoeste prepara inaugurações dos novos campi em Jaú e Guarujá; instituição nasceu em Presidente Prudente, onde reúne maior comunidade acadêmica da região

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 22/12/2020
Horário 04:00
Foto: Ector Gervasoni
Universidade tem a maior comunidade acadêmica do oeste paulista, com cerca de 18 mil pessoas, entre estudantes e funcionários.
Universidade tem a maior comunidade acadêmica do oeste paulista, com cerca de 18 mil pessoas, entre estudantes e funcionários.

Em uma retrospectiva, 2020 começou repleto de planos para os 366 dias que viriam deste atípico calendário bissexto. Setenta e um dias depois, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declara a pandemia do novo coronavírus. A economia foi a mais afetada. Mas teve quem conseguiu manter seus projetos de crescimento, comprovando sua solidez no mercado. Presidente Prudente tem casos que merecem destaque nacional. 
A Unoeste (Universidade do Oeste Paulista), por exemplo, manteve o ensino de qualidade e permaneceu com investimentos importantes na educação. Entre as expectativas para o novo ano estão as inaugurações dos novos campi em Jaú e Guarujá, municípios onde a instituição já oferece o curso de Medicina. Os empreendimentos irão colaborar ainda mais para o desenvolvimento dessas regiões.
A universidade tem a maior comunidade acadêmica do oeste paulista, com cerca de 18 mil pessoas, entre estudantes e funcionários. Oferta cursos de graduação e pós-graduação nas modalidades presenciais e a distância e, conforme dados das avaliações do MEC (Ministério da Educação), está entre as três melhores universidades particulares do Estado de São Paulo.
O novo campus de Jaú já começará a funcionar no início do primeiro semestre letivo de 2021, em uma área de mais de 61 mil metros quadrados e mais de 14 mil de construção. Já em Guarujá, o prédio começa suas atividades no segundo semestre do mesmo ano, em um terreno de 19 mil m² e 16 mil de construção. 

Retrospectiva

O ano de 2020 iniciou na Unoeste com as atividades de boas-vindas a professores, funcionários e acadêmicos. Com a declaração da pandemia em março e as medidas de controle do vírus, a universidade precisou se reorganizar rapidamente para a nova realidade, afinal, a educação precisava ser mantida e, mais do nunca, era preciso fortalecer as ações sociais para atender toda a comunidade.
Na área acadêmica, foram mais de 25 mil horas de aulas em meios digitais. As graduações realizaram seus eventos extrassala, no formato online, assim como a 25ª edição do Enepe (Encontro Nacional de Ensino, Pesquisa e Extensão). Em agosto, o retorno das férias de meio de ano foi marcado com o drive-thru para alunos e docentes matarem a saudade. E, para descontrair, a universidade realizou o primeiro Cine Drive-in da região. 
As atividades extensivas também estiveram presentes em todo momento. Foram 2,6 mil atendimentos no Telessaúde, serviço implantado pela instituição voltado a atender a população com dúvidas sobre a Covid-19; produção de mais 5,5 mil litros de álcool; orientações gerais de profissionais da saúde voltadas à prevenção; protocolos de higiene e biossegurança; campanhas de doações de sabonetes, ração, alimentos, e de sangue; entrega de refeições para famílias carentes; além do apoio de cursos da saúde em diferentes frentes da Prefeitura, como campanhas de vacinação, testagem da Covid-19, capacitação de servidores para o centro de triagem, entre outras. Ações que levaram a universidade a receber pelo 16º ano consecutivo o selo de IES Socialmente Responsável.

Cursos com notas máximas

A Unoeste encerra 2020 com quase 100% das graduações avaliadas no último ciclo pelo MEC com notas máximas no CPC (Conceito Preliminar de Curso) – 4 e 5. O pró-reitor Acadêmico, Dr. José Eduardo Creste, destaca que os resultados reforçam o trabalho integrado entre alunos, professores, gestores e todos envolvidos direta e indiretamente na educação. 

Encerramento do ano: eleição da diretoria

No último dia 18, foi eleita a diretoria da Apec (Associação Prudentina de Educação e Cultura), mantenedora da Unoeste. Até o dia anterior da realização da assembleia, duas chapas concorriam ao pleito: a do atual diretor Augusto Cesar de Oliveira Lima e do associado Paulo César de Oliveira Lima, que cancelou seu pedido de registro. Sendo assim, a eleição ocorreu apenas com uma chapa, a União, que acabou sendo eleita.
Na sua chapa, Paulo Lima era o único associado, sendo que os demais integrantes não tinham atuação em gestão do ensino superior e ainda contava com nomes de dois candidatos a vereadores pelo seu partido nas últimas eleições municipais. A inscrição da chapa desistente encontra-se em investigação por autoridade policial, para averiguação de possíveis irregularidades em assinaturas constantes do documento. Paulo Lima já foi diretor-geral e reitor da Unoeste, entre 2000 e 2004, sendo que saiu após ter perdido medida judicial movida pelo seu pai Agripino de Oliveira Lima Filho.
Com a eleição, o objetivo do diretor-geral Augusto Cesar de Oliveira Lima é dar continuidade ao trabalho que já vem sendo realizado de excelência em ensino, pesquisa e extensão na prestação de serviços à comunidade pela Unoeste. “Nossa missão é, com muita dedicação, reforçar o compromisso da maior universidade do oeste paulista com a formação profissional, responsabilidade social e ambiental”, conclui o direto-geral.

Fotos: AI da Unoeste

investimentos unoeste 2021
Novo campus de Jaú estará em funcionamento no próximo semestre letivo

investimentos unoeste 2021
Construção do novo campus Guarujá, que será entregue no segundo semestre de 2021

investimentos unoeste 2021
Cine Drive In trouxe momento de descontração para a comunidade

investimentos unoeste 2021
Mais de 4 mil alimentações entregues a famílias carentes

investimentos unoeste 2021
Cerimônia de formatura

Veja também