Publicidade

As guardiãs do “Seu Chico”

Filhas contam como os problemas de saúde do pai propiciaram a inversão de papéis dentro de casa

PRUDENTE - ROBERTO KAWASAKI

Data 09/08/2020
Horário 11:25
Arquivo pessoal - Francisco é casado com Izabel e tem 3 filhas Foto: Arquivo pessoal - Francisco é casado com Izabel e tem 3 filhas

Ao falar sobre o pai, a emoção toma conta da psicóloga Vanessa Bomfim de Souza, 38 anos. “Aprendemos muito com o testemunho de ser humano dele”, afirma. Ela é uma das quatro “guardiãs” do aposentado Francisco Ribeiro de Souza, “Seu Chico”, 72 anos, de Presidente Prudente. Junto com a mãe e as irmãs, divide a rotina pessoal com os cuidados que trazem de volta a rotina ativa que fez parte da vida do militar. Por problemas de saúde, ele não teve tempo de desfrutar a aposentadoria da maneira como gostaria. 
Cozinheiro, pescador, empreendedor, seminarista, policial e pai. Foram nestas funções que Francisco se tornou querido não apenas em casa, mas fora dela – entre os amigos, e amigos dos amigos. Casado com Izabel de Fátima Bomfim Ribeiro, 65 anos, deu a vida para a criação das filhas Francibely Bomfim de Souza Saito, 44 anos; Daniele Bomfim de Souza, 36; e Vanessa. Descrito como o chefe da casa, os problemas de saúde inverteram os papéis na família. 
De acordo com Vanessa, há algum tempo o pai foi diagnosticado com diabetes, e também perdeu parte da visão dos dois olhos. Ainda, sofreu dois infartos e passou a fazer hemodiálise, situações que levaram a uma nova realidade. A mudança foi para fazer com que a antiga “vida agitada” pudesse estar presente, uma forma de trazer de volta a autonomia e representatividade dentro de casa.  

Atividades adaptadas

“Ele sempre cozinhou muito bem, e quando perdeu parte da visão teve que se afastar, o que o deixou muito triste”, lembra Vanessa. “Hoje, todos nós vamos para a cozinha, preparamos a refeição, mas ele vai lá, verifica o tamanho que a gente corta e coloca os temperos. Dá até uma mexidinha com a colher [risos]”, conta a psicóloga ao falar sobre a famosa feijoada que Francisco fazia.  
A reunião não para na cozinha. A família também tem o costume de levar o patriarca para conhecer lugares que gostava de ir, passeios repletos de emoções e que lembram os momentos do passado. 
Daniele, a caçula, é esteticista e montou o estúdio dentro de casa para o acompanhar na rotina semanal de ir ao hospital. “Ele é tudo para mim, me faltam palavras”, afirma. “Sua generosidade, honestidade são características marcantes”, conta a filha, que se emociona. Para Francibely, que mora no Japão, o amor é incondicional. “Desde que me lembro por gente, ele sempre esteve por perto. Quero vê-lo bem e feliz, eu o amo além da vida”, salienta. 
Francisco é exemplo como muitos pais que deram a vida para a criação dos filhos. A base construída na relação familiar, com respeito, proximidade e amor, foi alicerce para a união daqueles que sempre estiveram juntos, acima de tudo, superando as dificuldades.

SAIBA MAIS

Cemitérios de Prudente estarão fechados para visitação no Dia dos Pais

Qual o recado que você deixa para seu pai?

Veja também