Ative o córtex pré-frontal e adquira um hábito

Jair Rodrigues Garcia Júnior

Incentivo ou proatividade, motivação ou hábito, começar e finalizar ou continuar fazendo? O cérebro nos comanda e prefere rotinas de receber informação e responder de forma automática e consistente, gastando menos energia. São os hábitos, que representam 40% de nossas ações. Assim, o cérebro pode ser mais eficiente processando as tarefas mais importantes e novas.

 
NEUROPLASTICIDADE
É a capacidade do cérebro de mudar sua estrutura e função com base nas experiências, comportamentos, pensamentos e emoções. Hábitos positivos e negativos são padrões de ação “gravados” nos Núcleos da Base. Basicamente, é um ciclo com informação (gatilho) que dispara uma ação (padrão neuronal) e que leva a uma recompensa.
 
CÓRTEX PRÉ-FRONTAL
É a área responsável pelos pensamentos complexos, análise, planejamento, tomada de decisão e comando da ação. Para usar a neuroplasticidade e alterar um hábito é necessária a consciência da ação com a ativação do córtex pré-frontal. O processo demanda esforço até que um novo ciclo de informação, ação e recompensa seja estabelecido nos Núcleos da Base. A sensação de recompensa que vem da dopamina só acontece quando o padrão se estabelece. Veja como ser mais eficiente na consolidação do hábito.
 
ETAPA 1
Conscientização. Reflita sobre a mudança. Para ativar o córtex pré-frontal você precisa pensar sobre qual é seu objetivo e quais serão os benefícios. A conscientização, estabelecimento de metas parciais e recompensas imediatas e futuras é um passo relevante.
 
ETAPA 2
Ação. Comece, sem aguardar o momento ou as condições perfeitas. Apenas o que é iniciado pode ser aprimorado e ter continuidade. Adiar é perda de tempo. A motivação não acontece sempre e não é permanente, por isso, aproveite uma “onda motivacional” que surgir e comece. Momento perfeito nunca vai acontecer.
 
ETAPA 3
Prioridade e comprometimento. Preste atenção no novo comportamento para que esteja entre as prioridades do seu dia. Você deve criar um gatilho para o novo hábito com ações, ambientes ou proximidade de pessoas. A sensação de recompensa virá com o tempo. Facilite as condições para a ação e encontre um parceiro de responsabilidade (cônjuge, amigo etc) para se comprometer. Com a responsabilidade e o incentivo mútuos, a chance de êxito aumenta de 65 a 95%.
 
ETAPA 4
Repetição com consistência. Pequenas ações diárias representam 0,2%, 0,5%, 1% e se somam na consolidação do hábito. Pequenas ações são fáceis, factíveis e mais eficientes do que uma grande num dia e nenhuma nos demais. É mais provável manter sua força de vontade dando pequenos passos que exigem menos energia. A vontade de se sabotar e desistir fica cada vez mais fraca com a repetição e consolidação do hábito num tempo médio de 9,5 semanas.
 

Veja também