Ato pede retorno do ex-deputado Bragato à Assembleia Legislativa

PRUDENTE - André Esteves

Data 23/07/2016
Horário 08:58
 

Políticos e entidades públicas promoveram, na manhã de ontem, uma mobilização em apoio ao ex-deputado estadual Mauro Bragato (PSDB), que recentemente perdeu a cadeira na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Na ocasião, os representantes das entidades participantes informaram que será encaminhado aos órgãos competentes um documento em defesa do político. O ato foi realizado no Salão Nobre Doutor Waldemar Guedes de Faria Motta, na 29ª Subseção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), em Presidente Prudente.

Jornal O Imparcial Ato pró-Bragato reuniu apoiadores do ex-deputado ontem

De acordo com a atual presidente da Unipontal (União dos Municípios do Pontal do Paranapanema) e prefeita de Rosana, Sandra Aparecida de Sousa Kasai (PSDB), o encontro serviu para unir forças e defender o retorno de Bragato ao Legislativo. "Essa é uma grande perda para a nossa região, visto que ele era o deputado estadual mais atuante e quem mais abria portas para todas as secretarias municipais. Estamos todos esperançosos e confiantes no regresso do Bragato para a sua cadeira", expõe.

O presidente do Ciop (Consórcio Intermunicipal do Oeste Paulista) e prefeito de Narandiba, Ênio Magro (PSDB), acredita que esse é o momento para as associações públicas manifestarem a sua união e lutar pela restituição do cargo de Bragato, visto que se trata de um "erro jurídico" que afeta toda a região de Presidente Prudente. "Confiamos que a situação será revertida, pois somos uma região carente de liderança e seriedade política e necessitamos da manutenção dessa importante autoridade política, cuja história e trajetória tanto respeitamos", enfatiza.

Para o presidente do Civap (Consórcio Intermunicipal do Vale do Paranapanema) e prefeito de Assis, Ricardo Pinheiro Santana (PSDB), o apoio ao ex-deputado é vital para a representatividade da região da Alta Sorocabana nas cadeiras da Alesp. "É indiscutível a importância do Bragato, que tanto dedica sua vida ao coletivo. Nos últimos três anos e meio, Assis evoluiu muito com a sua atuação política, portanto, estamos aqui para valorizar o que ele fez por nosso município", ressalta. "Essa se trata de uma questão legal, então, não cabe a nós modificá-la. Sendo assim, o que a Justiça determinar, vamos respeitar, mas espero que a verdadeira justiça seja feita", complementa.

 

"Solidariedade"

O ex-deputado Mauro Bragato falou com a reportagem e afirmou que esse ainda não é o momento de desistir. "Entrei na Justiça com uma ação rescisória e pretendo continuar buscando os recursos aos quais tenho direito. Sob o aspecto jurídico, o meu caso foi tratado de forma injusta. Não é preciso conhecer a lei para perceber que houve erro", pontua. "Então, estou otimista quanto à superação do problema. Enquanto não for resolvido o julgamento, não vou desistir. No entanto, independente do resultado, vou continuar trabalhando pelo povo e garanto que em 2018 estarei novamente nas ruas", complementa.

O peessedebista diz estar muito contente com todo o apoio que tem recebido dos companheiros políticos e população. "As pessoas estão vindo até mim com uma solidariedade muito intensa. Hoje em dia, já ocorre a judicialização da vida pública, em que a sociedade sabe separar o joio do trigo e distinguir o que é crime e o que não é. Não há dolo, não há enriquecimento ilícito, a única coisa que existe é a falta de leitura correta do processo. Não se leu, pouco se lê e muito se diz", pontua. Bragato perdeu o seu mandato no início deste mês, quando foi condenado em ação de improbidade administrativa por supostamente fraudar compra de leite durante a sua gestão como prefeito de Prudente, entre 1997 e 2000.

 

Veja também