Auxílio de R$ 300 será pago a 80 famílias prudentinas que perderam entes para a Covid-19

Benefício será concedido em seis parcelas mensais, entre os meses de julho e dezembro, para inscritos no CadÚnico

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 29/06/2021
Horário 13:30
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Serão beneficiadas famílias com renda mensal de até 3 salários mínimos
Serão beneficiadas famílias com renda mensal de até 3 salários mínimos

O governador João Doria (PSDB) lançou nesta terça-feira o programa "SP Acolhe", que vai oferecer auxílio mensal de R$ 300 a famílias vulneráveis que perderam ao menos um integrante do núcleo familiar por Covid-19 desde o começo da pandemia. Em Presidente Prudente, 80 famílias serão beneficiadas.

A iniciativa favorecerá famílias inscritas no CadÚnico (Cadastro Único dos Programas Sociais) com renda mensal de até três salários mínimos que tenham perdido ao menos um familiar vítima de Covid-19, podendo ser pai, mãe, avô, avó, filho, filha ou outro parente, desde que a morte tenha ocorrido dentro do núcleo familiar. O programa considera todas as estruturas familiares, exceto a unifamiliar (uma única pessoa), com filhos de todas as idades.

O programa contemplará 11.026 famílias em todo o Estado, com 11.143 auxílios, totalizando repasse estadual de R$ 20 milhões. O benefício de R$ 1,8 mil será pago em seis parcelas mensais de R$ 300, entre os meses de julho e dezembro de 2021.

O interessado em saber se sua família é elegível ao benefício deve acessar o link bolsadopovo.sp.gov.br/portal/elegiveis/SP_Acolhe e informar o seu NIS (Número de Identificação Social).

Veja também