Banco de Olhos da Santa Casa faz exames de glaucoma e catarata

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 25/09/2021
Horário 11:02
Foto: AI/Santa Casa
Atendimentos foram realizados na manhã de hoje
Atendimentos foram realizados na manhã de hoje

O Banco de Olhos Maria Sesti Barbosa da Santa Casa de Presidente Prudente realizou nesta manhã uma ação de prestação de serviços à comunidade. Na oportunidade, foram realizados exames de glaucoma e catarata. As inscrições foram feitas pelas redes sociais e cerca de 80 pessoas foram atendidas. Os participantes também receberam informações sobre a importância da doação de órgãos. Os atendimentos foram realizados pelos oftalmologistas Edson Fudo e Gabriel Senra.

De acordo com Senra, o glaucoma é uma doença que pode estar relacionada com a elevação da pressão intraocular, compromete a visão e na falta de tratamento adequado, pode levar à cegueira. “Com um diagnóstico no início, as chances de controle da doença são maiores”, explica. Já a catarata, é a perda total ou parcial da transparência do cristalino, que é a lente natural do olho, responsável por focar a visão tanto para perto quanto para longe. Causa a perda progressiva da visão, caso não seja tratada de forma adequada.

As pessoas que foram diagnosticadas com catarata e glaucoma irão seguir com o tratamento no Banco de Olhos. A aposentada Neusa Cordeiro de Lima de 69 anos, passou pelo atendimento e terá que fazer a cirurgia de catarata dos dois olhos. “Estava aguardando uma consulta no posto de saúde, aqui foi mais rápido e agora vou fazer o procedimento pelo Banco de Olhos”, afirmou.

Durante os atendimentos, também foram distribuídos folhetos e os participantes receberam informações sobre a doação de órgãos. O Banco de Olhos contou com a parceria Lions Clube Centenário. “Nosso objetivo foi alertar as pessoas sobre a necessidade do diagnóstico precoce e conscientizar sobre a importância da doação de órgãos’, afirmou o presidente do Banco de Olhos da Santa Casa, Irineu Sesti.

Na próxima segunda-feira (27), é comemorado o ‘Dia Nacional da doação de Órgãos’, para se tornar um doador é importante que a pessoa ainda em vida avise a família sobre esse desejo.

 

Foto: AI Santa Casa

Equipe do Banco de Olhos durante atendimentos

 

Veja também