Barraca na avenida

Toninho Moré

COLUNA - Toninho Moré

Data 23/10/2020
Horário 03:19

Presidente Venceslau está com uma barraca armada na Avenida João Pessoa, centro da cidade, desde o começo da pandemia. Fica de frente à Farmácia Popular e posicionada em parte da rua, atrapalha o trânsito de veículos e motos, tornando o local perigoso e suscetível a acidentes.  

Entendi como funciona

 

A barraca montada na Avenida João Pessoa, centro de Presidente Venceslau, fica no local apenas por alguns dias da semana até serem distribuídos todos os remédios controlados do mês. Após isso, é retirada e colocada de novo somente no mês vindouro. Isso está acontecendo para evitar aglomerações nesta pandemia, dentro do prédio que é amplo e pode abrigar a todos sem problemas.

Proibidos em finados

O prefeito Jorge Duran (PSD), de Presidente Venceslau, decidiu junto à Comissão de Enfrentamento da Covid-19, que não poderá ser instalado qualquer tipo de serviço de venda de produtos no entorno do cemitério na passagem de finados. A decisão busca minimizar a aglomeração de pessoas nesta época de pandemia. 

Tenta reverter decisão

O vereador Beto Coelho apresentou requerimento na Câmara Municipal pedindo a revogação da decisão contra o trabalho de ambulantes no entorno do cemitério durante o período de finados em Presidente Venceslau. A proibição foi determinada pelo prefeito Jorge Duran, após pedido da Comissão de Enfrentamento da Covid-19.

Baixaria começando

Vi um vídeo depreciando candidato a prefeito e vice no Facebook em Presidente Venceslau. Achei de péssimo gosto e ofensivo. Não sei como tem gente que consegue fazer isso com os outros e dormir em paz.

Casos de COVID-19

Desde a virada da semana, Presidente Venceslau registrou apenas mais sete casos confirmados de Covid-19. Total de 486 desde o início da pandemia. Há instabilidade na contaminação e os números vêm caindo desde o início do mês. Os casos suspeitos somam 33 e os curados 457.

Três mortes no abrigo

Entre as 20 mortes por Covid-19 em Presidente Venceslau, duas são de sentenciados das penitenciárias e três do Abrigo Esperança. A instituição foi atingida pela contaminação da Covid-19 há cerca de dois meses e, desde então, ocorreram estes óbitos. Duas mulheres, de 80 e 77 anos, e um senhor, com 83 anos. Todos tinham comorbidades. 

Esgoto total até o final do ano

O prefeito Jorge Duran vem tentando fechar toda a documentação necessária para entregar as duas estações de esgoto que foram feitas dentro dos oito anos de sua gestão em Presidente Venceslau. A Estação Norte já está funcionando há vários anos e falta concluir o projeto da Estação Sul. A mesma terá a passagem de seis canalizações sob a Rodovia Raposo Tavares (SP-270). Este é um dos motivos da obra estar andando a passos lentos.

Tristeza pela morte de "veto"

Muitas autoridades e pessoas da sociedade venceslauense acompanharam na terça-feira o enterro de Roosevelt Roque dos Santos em Presidente Venceslau, conhecido como “Veto”. Era pessoa importante na comunidade, ocupando cargos de liderança nas áreas política e social. Sua morte pegou a todos de surpresa.

Bom em tudo

Roosevelt é um exemplo a seguir. Durante toda a sua vida, manteve seu amor pela cidade, profissão e família. Foi vereador em Presidente Venceslau por três vezes, presidente dos Sindicatos Rurais de Presidente Venceslau e Anaurilândia (MS), presidente do Lions Clube, presidente e um dos fundadores da UDR (União Democrática Ruralista), regional, do Estado e Brasil e tanto na política como na sociedade, conciliador e empreendedor. Uma perda irreparável.

Mais uma doutura na região

A anastaciana Mônica Kurak Lombardi obteve aprovação de sua tese de doutorado: “Expansão urbana e fragilidade ambiental no vetor sudoeste da cidade de Presidente Prudente”, defendida no dia 20 de outubro, no Programa de Pós-Graduação em Geografia – Área de Organização do Espaço, junto ao Instituto de Geociências e Ciências Exatas, da Universidade Estadual Paulista, campus de Rio Claro (SP), obtendo assim o grau de doutora. 

Orientação

Mônica foi orientada pelo professor doutor Roberto Braga, com a banca integrada pelos professores doutores Cenira Maria Lupinacci, Andréia Medinilha Pancher, Lindon Fonseca Matias e Antônio Cezar Leal.

Veja também