Publicidade

BRASILEIROS NO JAPÃO

REGIÃO - JOSÉ VICENTE

Data 03/06/2020
Horário 03:39

Há mais de 13 anos, o professor prudentino Milton Saito está no Japão, e amiúde trocamos mensagens via celular. Milton Saito, professor de geografia, formado pela Unesp de Presidente Prudente, foi morador na Cohab, e um dia arrumou as malas e seguiu com destino ao outro lado do mundo. Atualmente, leciona em escola brasileira para filhos de brasileiros, no Colégio Pitágoras, localizado em Kazo-Shi, província de Saitama. Sua esposa Cristiane Leiko Nagafuti trabalha em uma empresa de peças automotivas e foi colunista da Nikkey News, do Oeste Notícias, em Presidente Prudente. O professor Milton leciona na área de ciências humanas, com história, geografia, sociologia e filosofia.

DE INDIANA TAMBÉM

De nossa cidade também sabemos de um brasileiro que há 30 anos mora no Japão, em Nagano-ken, mais conhecido como Tanaka, seu nome civil é Honório Anzai. Filho de Ishiro Anzai e Teru Ota Anzai, já falecidos. Tanaka e seus familiares moravam na Vila Garcez, onde cultivavam uma grande horta, que servia a população de Indiana. Sua irmã Nair Anzai ainda vive em nossa cidade. Tanaka hoje está com 72 anos de idade.

CAMPO DO CAI

Em contato com Paulo Gimenes, responsável por atividades esportivas em Indiana, ele nos adiantou que já estão sendo desenvolvidos os trabalhos de recuperação do campo do CAI (Clube Atlético Indianense). Há muito que o local está sem atividades, com um matagal enorme, e com certeza a recuperação se faz necessária. Segundo Paulo, terão retorno as atividades esportivas na antiga praça de esportes, propiciando também condições às pessoas que praticam caminhadas diariamente.

​GINÁSIO DE ESPORTES E LAZER

O Ginásio de Esportes e o Centro de Lazer também passam por reformas e adaptações que são fundamentais para que sejam utilizados, já que estavam há meses sem atividades. Na verdade, esses dois locais foram interditados por não apresentar condições de segurança aos usuários. Devem ficar prontos e aptos para servir a comunidade no máximo em dois meses, segundo informações da municipalidade.

REGENTE FEIJÓ

Boletim informativo da Divisão Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica, informando que 353 casos de dengue foram confirmados, com o registro de um óbito. Pela Covid-19 foram notificados 28 casos e oito confirmados. Nenhum óbito foi registrado.

INDIANA

Boletim epidemiológico atualizado informando que a Divisão de Saúde indianense registrou até o momento 88 casos de dengue, enquanto se verificou um aumento de casos confirmados de Covid-19. Já são 44 notificados com a confirmação de 14 casos positivos, o que pelo porte da cidade, torna-se preocupante.

JOSEVAL PEIXOTO

Uma bela homenagem feita por O Imparcial, destacando a vida do brilhante profissional Joseval Peixoto repercutiu positivamente em Indiana, pois aqui ainda moram alguns familiares. O nosso assinante Fabrício do "Fabricius Bar" é primo em primeiro grau do narrador. Eu mesmo estudei o ensino fundamental com Emival Peixoto, irmão de Joseval Peixoto. Hoje, Emival reside em Carapicuíba (SP).

EVALDO GOUVEIA

Causou muita tristeza o falecimento do compositor Evaldo Gouveia, que ficou conhecido por canções inesquecíveis, gravadas por inúmeros cantores brasileiros. Compositor de letras românticas maravilhosas, ficou consagrado em vozes de Moacir Franco, Altemar Dutra e tantos outros. Houve uma época em que a maioria das músicas tocadas em rádio era de autoria da dupla Evaldo Gouveia e Jair Amorim. Faleceu aos 91 anos de idade.

​CENÁRIO POLÍTICO

Faz um bom tempo que não se fala em candidatos políticos em Indiana. Parece que a pandemia assustou até aqueles que já estavam ressaltando seus nomes como postulantes aos cargos de prefeito e vereador. Tinha até candidatos já fazendo visitas e pedindo votos e, de repente, como diz o caboclo, todo mundo se "aquetou".

PADRE CHICO

Semana passada falei sobre o padre Chico, cujo nome era Franciscus Petrus Nillesen e cobrei aqui o porquê de terem retirado o nome dele do portão do cemitério de Indiana, onde ele está sepultado. O padre Chico, como era conhecido e chamado carinhosamente, era holandês, e radicou-se em Indiana por alguns anos, fincando raiz, e instalando nossa Rádio Comunitária, 105,9, localizada na casa onde ele morava. Está lá até hoje com os seus móveis e sua biblioteca. Assim sendo, nada mais justo que nosso Legislativo tome a iniciativa de prestar uma homenagem digna àquele que fez e deixou um bem para a cidade. Por que não dedicar um espaço ao seu nome, podendo ser rua, avenida ou mesmo uma obra? Está em tempo ainda.

Veja também