Cabelo no Queijo (crônica baseada em piada da Comédia News)

Sandro Villar

O Espadachim, um  cronista a favor do tango e do orangotango

CRÔNICA - Sandro Villar

Data 25/05/2021
Horário 05:30

Volta e meia acontece em restaurantes, bares e botecos. Algum "objeto estranho" aparece no prato de comida ou no sanduíche do freguês. Coisa nojenta! O cliente reclama e pede outra refeição ou vai comer em outro lugar.
Quem é que nunca achou asas e patinhas de insetos na comida? Ou até mesmo inseto inteiro, como moscas e formigas? E palito de dente usado? Sem contar - e conto - fio de cabelo. Aliás, fio de cabelo sempre dá as caras no prato. É o "corpo estranho" mais encontrado nas refeições, inclusive nos restaurantes sofisticados.
Por falar em fio de cabelo, o compadre Zé Gotinha, depois de ser curado da Covid-19, ligou pro seu compadre Genésio e soltou o verbo. Fez uma reclamação até com certa contundência, parecendo o senador Renan Calheiros na CPI do Genocídio.
Zé Gotinha foi direto ao assunto: "Alô! Compadre Genésio? No mês passado eu passei na sua casa e "ocê" me ofereceu um queijo e eu comprei o queijo, mas eu tenho uma reclamação para fazer "procê", desabafou o comprador.
Atencioso, o Genésio disse ao compadre que se lembrava bem da venda que fez, a de um queijo premiado no exterior. "Uai, Zé Gotinha, qual é a reclamação que "ocê" tem comigo, uai?", perguntou o queijeiro, que em bom português é o sujeito que faz queijos, como todo mundo sabe.
Zé Gotinha, que deve ser chegado em vacinas, explicou a reclamação: "Genésio, "ocê" cobrou 20 "real" pelo queijo e eu me lembro muito bem", contou o amigo. 
Depois de afirmar que também se lembrava, o compadre Genésio emendou de bate-pronto: "Esse é o preço", resumiu. "Só que nesse queijo tinha um cabelo", rebateu Zé Gotinha. 
"Uai, um cabelo?", estranhou Genésio. "É, um cabelo", confirmou o compadre. A bordo de sua caminhonete lotada de queijos para entregar aos fregueses, o queijeiro encerrou a conversa: "Ué, e por 20 "real" "ocê" queria o quê? Uma peruca?". 
 
DROPS

Terceira via depende da concessionária que administra a rodovia. Na eleição para presidente parece que não existe terceira via.

A alegria do palhaço é ver o circo pegando fogo ou pegando água?

Se a estiagem durar mais algum tempo faltará água até para os pingos nos is.

Por enquanto, roupa suja se lava na CPI.
 

Veja também