Café da Pecuária & Agronegócio

João Menezes de Souza Neto

COLUNA - João Menezes de Souza Neto

Data 05/12/2020
Horário 06:00

Café da Pecuária de Dezembro – 7 anos:

Dia 7, às 7h30, no Tênis Clube de Presidente Prudente e pelos nossos canais (YouTube e Facebook). Tema: Adubação eficiente das pastagens para altos ganhos do rebanho, Palestrante: Guilherme Gaspar, engenheiro agrônomo e supervisor de desenvolvimento de mercado na TIMAC Agro.

Pecuária 222:

2 atividades ou mais na propriedade: pecuária + agricultura e/ou floresta.
2 ou mais UAs/há - melhorar a eficiência de uso da propriedade, com pastagens renovadas e manejo adequado.
2 anos até o abate ou 1a parição - Explorar com nutrição adequada o potencial genético dos animais.

E o boi (R$/@)?

SP– R$ 270-280 (AgroBrazil - 03/12). Média Cepea (03/12) – R$ 275,35.
B3: Dez-R$ 261,05 e Jan-R$ 254,60. Boi casado (atacado) – R$ 17,05/kg (AgroBrazil-03/12). Bezerro (Cepea - 03/12) – R$ 2.469.69.

Valor da Terra Nua (VTN):

Para cálculo do VTN é considerado o valor venal do imóvel e são subtraídos os valores de benfeitorias, culturas permanentes e investimentos necessários à produção como destoca, limpeza, correção da acidez e da fertilidade (Emater/MG). O IEA apresenta em seu site (iea.agricultura.sp.gov.br) uma calculadora digital que estima esses valores. Algumas prefeituras têm usado o preço de mercado das terras para cálculo do VTN e isso tem penalizado o produtor.

O Agro exporta:

Setor responde por 21% da movimentação portuária (Agrolink). Cerca de 21% de tudo o que passa pelos portos brasileiros vem do agronegócio. No ano passado, eram 16%. É o que aponta o Boletim Logístico, divulgado pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento). Os dados correspondem ao período de janeiro a outubro. Até o mês passado, foram 175 milhões de toneladas. O volume total de cargas movimentadas pelos portos no período foi de 850 milhões de toneladas.

Custos:

O relatório do Agri Benchmark Beef, que traz os resultados de 2019, mostra que sete das dez fazendas com os menores custos na produção de cria estão na América do Sul, sendo estas na Argentina, Brasil, Colômbia e Uruguai. Considerando-se apenas as propriedades dedicadas à cria da América do Sul, a que registra o menor custo é a da Argentina, com US$ 80,95/100 kg de peso vivo (PV). No Brasil, a propriedade mais competitiva produz um bezerro ao custo de US$ 98,30 – o país participa com dados de seis fazendas típicas de importantes regiões pecuárias, com os custos do sistema de cria variando entre US$ 98,30 e US$ 216/100 kg de PV. Já na outra ponta, das dez fazendas típicas com os maiores custos na produção de bezerro, nove são europeias, variando entre US$ 537 e US$ 2.120/100 kg de PV (cepea.esalq.usp.br). 
 

Veja também