Café da Pecuária & Agronegócio

João Menezes de Souza Neto

COLUNA - João Menezes de Souza Neto

Data 22/05/2021
Horário 07:40

GTEPS – Café da Pecuária: Anote na agenda, dia 14 de junho temos o Café da Pecuária, às 7h30.
 
Pecuária 222: Quando a propriedade une a produção agrícola e pecuária, ela pode ter uma estratégia que une reforma de pastagens e produção de alimentos para a seca. Uma área de agricultura no verão pode virar uma pastagem recém-formada para uso na seca. A mesma área pode ter o plantio de milho, sorgo ou milheto na safrinha para produção de silagem. Se a área for utilizada para produção de sementes forrageiras, pode ter aproveitamento da palhada como feno e a rebrota para pastejo.  

E os preços? SP - R$ 305 – 315 (AgroBrazil – 20/05). Média Cepea (20/05) - R$ 305,45. B3 (20/05): Mai. - R$ 313,20; Out. – R$ 344,85. Bezerro – R$ 3.052,71 (Cepea – 20/05). Boi casado (atacado) – R$ 18,40/kg (AgroBrazil–20/05).  Contrafilé – R$ 54,89 (Tiendeo – 20/05). Leite - R$ 1,99 (Cepea –Abr./21). Milho – R$ 96,90 e Soja – R$ 170,21 (Assis – Grão Direto –20/05). Um boi (16,5 @) compra 1,65 bezerros e uma @ de boi compra 3,15 sacos de milho e 1,79 de soja.

Vacinação contra a febre aftosa: Em maio (1º a 31/05), todos os bovinos e bubalinos devem ser vacinados. Para que os animais vacinados sejam realmente protegidos contra a febre aftosa, é essencial que as vacinas sejam adquiridas em estabelecimentos cadastrados junto à Coordenadoria de Defesa Agropecuária; sejam mantidas refrigeradas (entre 2 e 8 °C) nas revendas, no transporte até a propriedade rural e durante a aplicação; e a vacinação seja realizada seguindo as Boas Práticas de Manejo (defesa.agricultura.sp.gov.br).

Crédito rural: Um levantamento realizado pela CNA com 4.336 produtores rurais de 14 Estados revela que somente 26,6% dos entrevistados, ou 1.150, contrataram crédito rural em 2020. Entre os ouvidos, um porcentual maior, de 38%, nunca acessou recursos para o setor (portaldbo.com.br).

Queimadas: Com a chegada do inverno e a seca característica nessa época, aumenta o risco dos incêndios e queimadas sendo o produtor rural de alimentos o mais prejudicado. Quando ocorre uma queimada, ele perde produção, animais, benfeitorias e maquinários. Por isso, a maioria faz aceiros, têm equipamentos e participam de brigadas anti-incêndio tornando-se um protetor do meio ambiente. Colabore evitando soltar balões, queimar lixo, jogar bitucas de cigarros nas estradas e tenha cuidado com o fogo na pescaria (https://twitter.com/BlogPecuariaJa/status/1395099086303469568?s=20).

Caixa: “O saldo da conta corrente da fazenda consegue manter quantos meses a fazenda funcionando sem interrupções de gastos e investimentos? Essa é uma métrica de mitigação de risco. Não precisa responder, é claro. Só reflita”. Rogério Goulart (twitter@cartapecuaria).
 

Veja também