Campanha busca criar leitos de UTI na UPA da zona norte

Iniciativa também busca junto a empresas privadas e à sociedade civil, doações de remédios e tubos de oxigênio

PRUDENTE - WEVERSON NASCIMENTO

Data 31/03/2021
Horário 06:12
Foto: Arquivo/Weverson Nascimento
Campanha busca a aquisição de insumos e equipamentos para enfrentamento da Covid-19
Campanha busca a aquisição de insumos e equipamentos para enfrentamento da Covid-19

Uma união de esforços entre a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Sedepp (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico), Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) e Acipp (Associação Comercial e Empresarial de Presidente Prudente) busca angariar doações de remédios e tubos de oxigênio, bem como a criação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para a UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) “Doutor Aloísio Muniz de Andrade”, conhecida popularmente como UPA da zona norte.
De acordo com diretor do Ciesp, Wadir Olivetti Júnior, a medida busca auxiliar o atendimento a pacientes da unidade através da aquisição e montagem de leitos de UTI, além de insumos necessários para o enfrentamento da Covid-19. A campanha de arrecadação, segundo ele, foi acordada entre os titulares das secretarias municipais e representantes das instituições citadas.
Assim como a campanha que equipou 15 leitos de suporte respiratório na UBS (Unidade Básica de Saúde) “Doutor Otelo Milani Junior”, Cohabão, esta continuará contando com o apoio de empresas privadas e da sociedade civil. “É bonito de se ver a iniciativa privada procurando a administração pública para contribuir com a população”, pontua a titular da Sedepp (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico), Ana Paula Atayde Setti.

Situação das UPAs

No início deste mês, em apenas 14 dias, a Prefeitura de Presidente Prudente, em parceria com a 18ª Legislatura da Câmara Municipal, empresas privadas e a sociedade civil, equipou 15 leitos de suporte respiratório na UBS do Cohabão. A medida busca desafogar as UPAs e prestar assistência aos pacientes com sintomas leves e moderados de Covid-19, que aguardam por vagas em hospitais.
No entanto, mesmo com os novos equipamentos e insumos, nesta segunda-feira, o Ciop (Consórcio Intermunicipal do Oeste Paulista) publicou uma carta aberta à sociedade relatando a situação preocupante em que se encontram as UPAs devido ao agravamento da pandemia da Covid-19. O documento, o qual a reportagem teve acesso, detalha que as unidades de pronto-atendimento do Ana Jacinta e da zona norte chegaram a um “colapso”, assim descrito pelo Ciop, ante a indisponibilidade de leitos, “bicos” de oxigênio e respiradores. A equipe médica e de enfermagem também se encontra no limite de suas atribuições. O consórcio, através de gestão compartilhada com a Prefeitura de Presidente Prudente, é responsável pelo atendimento nas UPAs.

SERVIÇO
A Sedepp (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico) está à disposição, pelo telefone (18) 3918-4200, para colaborações da sociedade civil e empresas privadas.

Veja também