CEI do Transporte Público: em 2ª fiscalização, população reafirma reclamações com ônibus

Vereadores andaram na tarde desta quinta pelos pontos da Praça Monsenhor Sarrion, onde usuários se queixaram de problemas com atrasos, mudanças nas linhas e falta de informações sobre itinerários

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 27/05/2022
Horário 14:38
Foto: Câmara Municipal
Vereadores realizaram segunda fiscalização da situação do transporte coletivo nesta quinta
Vereadores realizaram segunda fiscalização da situação do transporte coletivo nesta quinta

Durante a segunda fiscalização da CEI (Comissão Especial de Investigação) que apura a situação do transporte coletivo em Presidente Prudente, usuários dos ônibus reafirmaram as reclamações obtidas no primeiro dia: problemas com atrasos, mudanças nas linhas e falta de informações sobre os itinerários.

No final da tarde desta quinta-feira, a presidente da CEI, Miriam Brandão (Patriota), o relator Ivan Itamar da Silva (PSB) e o membro Wellington de Souza Neves, Wellington Bozo (MDB), andaram pelos pontos de ônibus da Praça Monsenhor Sarrion, no centro da cidade, e conversaram com a população.

Esta foi a segunda fiscalização da CEI do Transporte Público. Na primeira, realizada na manhã da segunda-feira, os vereadores integrantes da comissão estiveram nos bairros Vida Nova Presidente Prudente e Jardim Cambuci, além do Terminal da Zona Leste. As principais reclamações dos usuários na ocasião: o constante atraso dos ônibus no horário em que estão se dirigindo ao trabalho e a mudança das linhas sem aviso prévio.

Os parlamentares devem continuar as fiscalizações nos outros bairros e regiões da cidade nas próximas semanas, além de receberem reclamações das mais diversas formas, como pelo celular, redes sociais e contato no site da Câmara (camarapprudente.sp.gov.br).

O que dizem os envolvidos

Em nota divulgada à imprensa nesta semana, a Prefeitura de Presidente Prudente, por meio da Semob (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana), informou que a pasta “está à disposição da Câmara para prestar todas as informações a serem solicitadas pela referida comissão".

Já no começo do mês, quando a CEI foi criada pelo Legislativo, a SOU (Sistema de Ônibus Urbano) de Presidente Prudente argumentou que, nestes meses de operação na cidade, tem cumprido todas as solicitações da administração municipal, com quem mantém o contrato emergencial, visando o melhor atendimento à população. “Situações pontuais que são enviadas aos nossos canais oficiais, com dados, são apuradas e sanadas. A população pode nos procurar pelo Facebook e Instagram da SOU Presidente Prudente, sempre informando a linha, horário e prefixo do veículo”, defendeu.

CEI do Transporte Coletivo

A CEI do transporte coletivo foi criada após a aprovação do requerimento nº 04312/18, na sessão ordinária do dia 9 de maio. A matéria foi de iniciativa dos vereadores Douglas Kato Pauluzi (PTB); Ivan Itamar; João Barbosa Ferreira, Joãozinho da Saúde (DEM); Miriam Brandão; Tiago Santos de Oliveira (PTB); Wellington Bozo; e William César Leite (MDB).

Após a aprovação, o grupo tem agora 90 dias para realizar diligências, bem como ouvir todas as autoridades, servidores e empresa concessionária envolvida e submeter relatório final ao Plenário.

No documento, os vereadores autores lembraram que "o transporte coletivo urbano de Presidente Prudente atualmente é operado em contrato emergencial com a empresa Santa Cecília Turismo Ltda. [Sancetur], que atua com o nome fantasia de Sistema de Ônibus Urbano, SOU".

Além disso, os parlamentares ressaltaram que todos os integrantes do Legislativo "têm recebido inúmeras reclamações da população em geral sobre o transporte coletivo, seja nas redes sociais, como por meio de aplicativos de mensagens, com textos, áudios e vídeos da situação".

"O transporte coletivo urbano é uma concessão do município para operação de uma empresa particular", citaram os vereadores. "É dever-poder do Legislador a fiscalização dos contratos e serviços públicos que o Executivo presta ao cidadão", justificaram.

Veja também