Chips facilitam acesso de estudantes a aulas remotas de Etecs e Fatecs

Levantamento feito entre cerca de 300 mil alunos identificou mais de 22 mil estudantes com alguma dificuldade no ambiente online

VARIEDADES - DA REDAÇÃO

Data 29/07/2020
Horário 10:25
Divulgação/CPS - Cada estudante recebeu um cartão para acesso à internet Foto: Divulgação/CPS - Cada estudante recebeu um cartão para acesso à internet

Mais de 22 mil alunos das Etecs (Escolas Técnicas) e Fatecs (Faculdades de Tecnologia) estaduais receberam pacotes de dados do CPS (Centro Paula Souza) para acesso às aulas remotas. A entrega dos chips foi realizada após um levantamento junto à comunidade escolar para identificar os estudantes que tiveram dificuldades para acessar a Plataforma Microsoft Teams.

Essa é a ferramenta adotada pelo CPS para uso nas atividades acadêmicas durante o período em que as escolas estão fechadas. A pandemia obrigou o CPS a se reinventar e, em menos de um mês, transportar as aulas presenciais para o ambiente virtual. Toda a comunidade escolar teve de se adaptar.

Diante do desafio de garantir a presença dos estudantes nas aulas online, a instituição fez um amplo levantamento entre os seus mais de 300 mil alunos. O objetivo era localizar aqueles que enfrentavam algum tipo de dificuldade de acesso à plataforma de ensino remota.

Foram identificados 22,5 mil estudantes e cada um recebeu um cartão para acesso à internet com disponibilidade de 20 gigabytes por mês, a ser usada exclusivamente para acesso às aulas.

A oferta dos chips foi mais uma das ações do Centro Paula Souza para garantir o acompanhamento das aulas durante o período de isolamento social. Graças a esse recurso e ao empenho de alunos e professores, o semestre teve finais felizes, apesar da pandemia.

O cartão de acesso à internet ficará disponível para o segundo semestre letivo e novos alunos também serão contemplados.

Veja também