Corona vírus: Há tratamento, sim

Belmiro d’Arce

COLUNA - Belmiro d’Arce

Data 30/08/2020
Horário 06:30

 

COVID-19 EM PRESIDENTE PRUDENTE: 49 pessoas hospitalizadas, sendo 19 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 80 mortes, segundo boletim de 24 de agosto, da Secretaria Municipal de Saúde, e há 5 meses com suas atividades gerais impedidas, atestam os maus resultados das ações impostas pelos responsáveis, médicos e políticos, no enfrentamento do problema, que, apesar de todas as evidência, são mantidas e até ampliadas.

O NÚMERO DE PACIENTES EM UTI e de mortos impede a cidade evoluir até a fase azul, de funcionamento pleno, conforme o plano imposto pelo governo estadual.

MULTAS, AMEAÇAS E ATÉ VIOLÊNCIA SE SUCEDEM, fazendo crer que a culpa está no comportamento “irresponsável” das pessoas por não respeitarem o isolamento.

O PROBLEMA ESTÁ NO ATENDIMENTO médico praticado pelos Postos Municipais de Saúde e UPAs (Unidade de Pronto Atendimento) que prescreve, aos pacientes em início de uma gripe, analgésicos, antitérmicos, antialérgicos, anti-inflamatórios, antivirais, medicamentos sem qualquer eficiência para combater o coronavírus e impedir o avanço da doença.

CONTRA A COVID 19 EXISTEM TRATAMENTOS com Ivermectina, Hidroxicloroquina e Azitromicina, medicamentos de eficiência comprovada, ao evitar o agravamento da doença, e diminuir significativamente o número de pacientes em UTI e de mortes, desde que usados no início da doença.

AQUI ESTÃO OS NÚMEROS DE PRESIDENTE PRUDENTE E PORTO FELIZ, cidade de São Paulo, com 52 mil habitantes (população quatro vezes menor que Prudente), onde os serviços públicos de saúde realizam cuidadoso tratamento preventivo e precoce da população, com Ivermectina, Hidroxicloroquina e Azitromicina, no dia 24 de agosto:

PACIENTES HOSPITALIZADOS: 1 em Porto Feliz, 30 em Prudente. Pacientes em UTI: 2 em Porto Feliz, 19 em Prudente. 13 mortos em Porto Feliz e 80 em Presidente Prudente. Prudente, com população apenas quatro vezes maior, apresentava: 30 vezes mais pessoas internadas; 10 vezes mais pacientes em UTI; e seis vezes mais mortes.

NOS ÚLTIMOS 24 DIAS (boletins do dia 24), em Porto Feliz morreram 3 pessoas e 30 em Prudente; 10 vezes mais. Os números mostram os resultados dos dois modelos proporcionados à população pelos Serviços Municipais de Saúde das duas cidades, para proteção de seus cidadãos.

ESSES DADOS, acima do que dizem a OMS (Organização Mundial de Saúde), FDA (Food and Drug Administration ou Administração de Alimentos e Medicamentos, em português), secretarias de Estado e município, determinam o acerto e o erro das medidas adotadas, ao disponibilizar ou negar os medicamentos capazes de tratar e curar pessoas que não devem continuar morrendo.

É LAMENTÁVEL SABER que entre as pessoas que são mandadas para casa, para aguardar resultado de exame, que receberam de médicos as prescrições de Paracetamol, Cisteil, Tamiflu e outras drogas inúteis contra o coronavírus, sairão aquelas que ficarão graves, irão para UTI e morrerão.

MILHARES DE MÉDICOS NO BRASIL E NO MUNDO, e eu sou um deles, cada vez mais dão depoimentos e se mobilizam, através de grupos, como, “Eu apoio o tratamento precoce”; Médicos pela vida”; “Há tratamento sim”; “Covid-19 DF”, para que as pessoas busquem tratamento e evitem as complicações e morte causadas pela doença.

ESTA SEMANA 100 MÉDICOS foram ao presidente da República pedir que os medicamentos sejam distribuídos nos postos de saúde. Se 100 médicos foram, 100 mil que não pudemos, comungamos da mesma indignação pela crueldade que está sendo cometida contra a vida das pessoas.

SOU DA LINHA DE MEDICINA que sabe não haver nenhum fundamento para que uma cidade seja mantida fechada, sofrendo prejuízos sociais, econômicos e de saúde, inclusive com perdas de vidas.

PARA PRESIDENTE PRUDENTE EVOLUIR até às fases amarela, verde e azul, e sair do confinamento imposto pelo governo estadual, basta passar a medicar adequadamente seus doentes de gripe.

Veja também