Desafios e missões de Itamar Borges à frente da Secretaria da Agricultura de São Paulo 

Cristiano Machado

COLUNA - Cristiano Machado

Data 04/06/2021
Horário 07:00
Foto: Divulgação/AgriculturaSP 
Itamar Borges tem como as principais bases eleitorais as regiões de São José do Rio Preto e Araçatuba
Itamar Borges tem como as principais bases eleitorais as regiões de São José do Rio Preto e Araçatuba

Desde terça-feira, 1º de junho, a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de São Paulo está sob a condução do deputado estadual licenciado, Itamar Borges (MDB). Ele substitui Gustavo Junqueira, que responde agora pelo InvestSP. O parlamentar terá a missão de dar ainda mais visibilidade às políticas públicas voltadas aos produtores paulistas. Isso na zona rural. Entretanto, seu papel será muito estratégico também na área política. 
Ligado ao agro, com o prestígio de quem presidiu a Frente Parlamentar do Agronegócio Paulista e a experiência obtida no Parlamento, o que garante interlocução com entidades, Itamar Borges terá o desafio de estreitar os laços entre o segmento e a gestão João Dória. Não é segredo que essa relação sempre foi um tanto desgastada em razão de medidas do governo estadual, principalmente no campo tributário. Entidades reclamavam abertamente de falta de diálogo na deliberação de iniciativas que impactavam no bolso e na vida das mulheres e homens do campo. Até mesmo um tratoraço foi realizado recentemente, com repercussão nacional. Sem contar a rejeição do chefe do Poder Executivo estadual em um dos berços do bolsonarismo, justamente o agronegócio. Antes do ressurgimento concreto de Luiz Inácio Lula da Silva ao cenário das eleições de 2022, Doria e Jair Bolsonaro alimentavam a polarização política visando a sucessão no Palácio do Planalto.  
Agora, mesmo um tanto ofuscado por Lula nos embates midiáticos com o presidente da República, Doria tem em Itamar Borges um aliado para poder circular com desenvoltura neste meio. E isso já começou no primeiro dia como titular da Agricultura, na terça-feira. Após se reunir com integrantes do Fórum Paulista do Agronegócio, não faltaram manifestações de apoio de entidades e líderes do agro paulista.  
E, em seu discurso, como era de se esperar, não poderiam faltar "diálogo e consenso". "Itamar Borges declarou que pretende continuar com sua filosofia de trabalho baseada no diálogo, buscando formar consensos. Para o secretário, exigências colocadas na legislação de última hora só servem para prejudicar a atividade e estimular o confronto. Seguir o que a legislação determina é fundamental; no entanto, uma escuta cuidadosa ao setor contribui para uma jurisprudência mais robusta", destacou a assessoria de imprensa da Secretaria da Agricultura em material de divulgação distribuído para a imprensa. 

SUSTENTABILIDADE E INOVAÇÃO 
Borges afirmou em uma de suas primeiras mensagens como gestor da pasta que o campo sempre foi sua bandeira e que atuará pelo desenvolvimento sustentável e inovação. Como O Imparcial já havia informado, ele é filiado ao MDB e tem como as principais bases eleitorais as regiões de São José do Rio Preto e Araçatuba, no noroeste paulista.
Francisco Matturro é o secretário-executivo. Ele foi apresentado como o principal interlocutor do setor, responsável por alinhar as demandas e os projetos da Secretaria de Agricultura. Para ele, a pasta desenvolve um trabalho importante, mas é preciso dar maior celeridade aos processos. Temas como segurança no campo, falsificação de defensivos e georreferenciamento das propriedades são urgentes e precisam ser tratados com a devida rapidez. “Agradeço a Deus, minha família e a todos que me apoiaram para que eu chegasse até aqui, em particular ao governador João Doria e o vice-governador Rodrigo Garcia pelo convite para assumir essa missão de trabalhar pelo agro, pelo produtor e pelo setor. Trabalhar por São Paulo e também ajudar nosso País na construção de um agro mais forte e pujante que cuide do fortalecimento interno e o apoio para o crescimento externo”, afirmou Itamar.


“É um homem que conhece todo mundo e todo mundo o conhece”, diz ex-ministro 

O ex-ministro Roberto Rodrigues, personagem muito respeitado no meio, rasgou elogios a Itamar Borges. "Há uma grande satisfação de ver um deputado estadual ligado à agricultura assumindo a Secretaria de Agricultura num momento muito difícil como o Brasil vive hoje com a pandemia. O Itamar conhece o interior do Estado perfeitamente, por estar inteirado com as lideranças rurais, porque presidiu a Frente Parlamentar do Agronegócio Paulista. É um homem que conhece todo mundo e todo mundo o conhece. Há uma grande expectativa em relação ao trabalho consistente dele em defesa do agronegócio paulista", disse. 
“Os representantes das entidades foram unânimes em destacar que, durante sua trajetória, o secretário sempre se colocou como defensor do segmento e que pretende continuar trabalhando junto para desfazer as amarras que impedem o setor de crescer ainda mais”, finalizou a assessoria de comunicação da AgriculturaSP. 

“Tudo isto representa avanço, inovação e a expectativa é muito positiva”

O secretário também recebeu associados às entidades de pesquisadores, técnicos e assistentes agropecuários, entre outros profissionais do agro. "Como dirigente de uma associação que representa pesquisadores científicos, estou empolgado e bastante otimista com o Itamar no comando da secretaria, principalmente pela sensibilidade que tem demonstrado com a área de pesquisa, como deputado, como incentivador de empreendedorismo na Assembleia Legislativa. Tudo isto representa avanço, inovação e a expectativa é muito positiva. Estamos trazendo algumas sugestões, queremos cooperar com a administração”, afirmou o presidente da APqC (Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo), João Paulo Feijão Teixeira.

Cedida 

“Se informem. Fiquem abertos a essas mudanças. É um salto de qualidade muito grande”.
Professora de Medicina Veterinária, Adriana Falco de Brito, fala aos produtores rurais, em entrevista ao "Agro & Negócios", da Rádio 101 FM, sobre plano de retirada de vacinação contra febre aftosa no Brasil. 

 

Veja também