Diocese convoca fiéis a apoiarem irmãos do RS; MPT destina R$103 mil ao povo gaúcho

Bispo diocesano recomenda que moradores do oeste paulista entreguem doações de materiais diretamente na Defesa Civil ou Correios de cada cidade

REGIÃO - MELLINA DOMINATO

Data 10/05/2024
Horário 17:13
Foto: Reprodução
Dom Benedito Gonçalves dos Santos: “mostremos a nossa fraternidade”
Dom Benedito Gonçalves dos Santos: “mostremos a nossa fraternidade”

A Diocese de Presidente Prudente convoca seus fiéis para que se unam em oração e apoio aos irmãos do Rio Grande do Sul, que enfrentam as consequências de uma tragédia climática desde o início deste mês. “Nós, como cristãos, não podemos ficar insensíveis a estes irmãos depois de tanto sofrimento e dor. Mostremos a nossa fraternidade”, declara o bispo diocesano, dom Benedito Gonçalves dos Santos, em vídeo amplamente divulgado nas redes sociais e em aplicativos de mensagem nesta sexta-feira. Também mobilizado com a situação, o MPT (Ministério Público do Trabalho), em Prudente, realizou a destinação de R$103.543,30 em benefício das vítimas do território gaúcho.
A diocese recomenda que os moradores do oeste paulista entreguem as doações de materiais diretamente na Defesa Civil ou nos Correios de cada cidade. “Todas as paróquias de Presidente Prudente também estão recebendo doações de todos os itens necessários. Em cidades da região, procure sua comunidade e veja como ajudar”, orienta. O bispo ainda lembra que, como noticiado neste diário, todo o valor arrecado nas missas deste próximo final de semana, dos dias 11 e 12 de maio, será destinado aos moradores afetados. Outra forma de ajudar é doando por meio da chave Pix da circunscrição eclesial: ajuders@diocesepresidenteprudente.com.br.

Acordos judiciais
Nesta sexta-feira, o MPT, em Prudente, anunciou a destinação de verba em benefício das vítimas da catástrofe climática ocorrida no RS. O montante advém de dois acordos judiciais, um deles no valor de R$50 mil, celebrado com uma viação de Adamantina, cuja beneficiária foi a Defesa Civil gaúcha; e o outro, de R$53.543,30, firmado com uma rede hoteleira da região, cuja destinação foi o Fundo para Reconstituição de Bens Lesados, gerido pelo Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul. 
“Os juízos da 2ª Vara do Trabalho de Prudente e da Vara do Trabalho de Adamantina atenderam prontamente os pedidos do MPT e realizaram a homologação das destinações, que têm como base recomendação do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) encaminhada às unidades do Ministério Público brasileiro para que direcionem, quando possível, recursos resultantes da atuação judicial e extrajudicial para ações humanitárias e de suporte social às vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul”, informa o MPT. 
 

Publicidade

Veja também