Dois ataques de pitbulls a coletores da Prudenco são registrados na mesma manhã

No Vale do Sol, dois trabalhadores foram surpreendidos por três cães que estavam soltos; já no Jequitibás, um ficou ferido após investida de animal

PRUDENTE - ANDRÉ ESTEVES

Data 25/09/2021
Horário 10:06
Foto: Cedida
Feridos, trabalhadores receberam atendimento médico após ataque
Feridos, trabalhadores receberam atendimento médico após ataque

Dois acidentes envolvendo ataques de cachorros da raça pitbull a coletores de lixo da Prudenco (Companhia Prudentina de Desenvolvimento) foram registrados na manhã desta sexta-feira, em Presidente Prudente.

O primeiro caso ocorreu no setor do Jardim Vale do Sol, por volta das 9h45, quando os funcionários Jonathan Oliveira Félix e Marcos Nonato foram surpreendidos por três cães enquanto exerciam suas atividades. Já o segundo teve como vítima o trabalhador Leonardo Santos Silva, que executava o serviço no Jardim Jequitibá.

Jonathan, que trabalha na empresa há sete anos, teve ferimentos no braço direito, na região da canela na perna esquerda e na coxa da perna direita. Ele conta que, antes do acidente, chegou a avistar os cachorros, que estavam do lado de fora de uma residência com o portão fechado. “Continuamos a juntar o lixo normalmente, mas quando chegamos perto da casa, fomos atacados”, relata.

Marcos, funcionário da Prudenco há 25 anos, apela para que a população redobre os cuidados em relação aos seus animais, a fim de que não fiquem soltos nas ruas.

Orientação reforçada pelo coletor Leonardo, que foi atacado pelas costas e ficou ferido na perna esquerda. “Pedimos a colaboração aos moradores dos bairros para que tranquem seus cachorros e tenham mais atenção, tanto pela segurança de vocês quanto pela segurança de nós, funcionários da coleta de lixo”, afirma.

Após o ataque, os três trabalhadores foram encaminhados para unidades de saúde para receber atendimento médico. Jonathan e Marcos foram encaminhados para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Conjunto Habitacional Ana Jacinta, enquanto Leonardo foi atendido na UPA do Jardim Guanabara.

Foto: Cedida - Marcos (à esquerda) e Jonathan (à direita) foram atacados no Jardim Vale do Sol

Foto: Cedida - Leonardo foi vítima de cão da raça pitbull no Jardim Jequitibá

Projeto de lei

O assessor de governança corporativa da Prudenco, Celso Fernandes, aponta que, por se tratar de um evento comum, procurou o Legislativo para pleitear a criação de um projeto de lei que oriente a população sobre o problema e, inclusive, estabeleça sanções aos proprietários de imóveis cujos animais estiverem soltos nas ruas e ataquem os trabalhadores.

“O objetivo é criar uma blindagem para esse tipo de situação, pois o portão aberto representa um risco para as pessoas. Às vezes, é apenas um cão que ladra, mas em outras situações pode ser um cão que ataca. Além disso, o animal que não é vacinado pode estar contaminado por alguma bactéria ou doença de oportunidade que acometa o trabalhador”, pontua.

Veja também