Dupla de Dracena atua nas Paralimpíadas Escolares

Esportes - Jean Ramalho

Data 06/09/2013
Horário 10:30
 

Com a finalidade de estimular a participação de estudantes com deficiência física, visual e intelectual em atividades esportivas, o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) realiza entre 24 e 30 de novembro, em São Paulo, a etapa nacional das Paralimpíadas Escolares 2013. A competição será disputada em dez modalidades, uma delas é a natação, que terá dois representantes do Projeto Ver, Ouvir e Movimentar, de Dracena. Trata-se dos para-nadadores Rogério Francisco de Souza e Ana Paula da Silva Paulino, que na ocasião defenderão as cores do Estado de São Paulo.

A convocação oficial foi confirmada na noite da última sexta-feira pela Secretaria Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD). Os para-nadadores foram chamados com base em seus desempenhos durante a seletiva estadual, que ocorreu em 19 de agosto, no Clube Esperia, na capital paulista. Na ocasião, o projeto dracenense foi representado por seis para-atletas, que juntos, conquistaram 13 pódios para a cidade.

Inscrita pela Escola Estadual Alfredo Machado, a dupla cravou o primeiro lugar nas três provas que competiu na seletiva estadual. Na classe funcional S14, que é voltada para os atletas com deficiências intelectuais, Ana Paula da Silva Paulino garantiu a vaga na prova dos 100 metros em dois estilos (livre e costas), assim como nos 200 m livre pela categoria B (16 a 19 anos). Pela mesma classe funcional, no entanto na categoria A (12 a 15 anos), Rogério Francisco de Souza também se assegurou em três provas: 50 e 100 m livre, e nos 50 m costas.

As provas da natação serão desenvolvidas de acordo com as regras do Comitê Internacional Paralímpico (IPC na sigla em inglês), em piscina de 25 metros. Entretanto, o local que concentrará a modalidade ainda não foi divulgado pela organização da competição. Além da natação, a etapa nacional terá atletismo, futebol de cinco, futebol de sete, goalball, tênis de mesa, bocha, judô, tênis em cadeira de rodas e vôlei sentado.

 

Objetivo alcançado

Este é o segundo ano consecutivo que o Projeto Ver, Ouvir e Movimentar, de Dracena, classifica competidores para a etapa nacional. No ano passado, Ana Paula da Silva Paulino integrou o selecionado paulista e conquistou uma medalha de bronze nos 100 m costas. Já Souza é estreante.

Segundo o técnico Júlio César Monteiro, isso mostra a seriedade do projeto e a evolução técnica de seus comandados. "Como técnico é uma satisfação, apesar das dificuldades naturais que o trabalho com pessoas com deficiência proporciona, classificar dois atletas em uma potência como São Paulo mostra a seriedade e a evolução do trabalho", comenta bem entusiasmado.

 

 

SAIBA MAIS

ESTRUTURA DISPONÍVEL

Atualmente, o Projeto Ver, Ouvir e Movimentar, de Dracena, coordenado pelo professor Júlio César Monteiro, atende 25 alunos, que realizam seus treinamentos na Academia Estilo Livre/Adef-Suli. O grupo é mantido pelo Clube Escolar Paralímpico, que conta com o apoio do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e do Clube Escolar São Paulo Paradesportivo, em parceria com a Associação da Pessoa com Deficiência Física de Dracena – Superando Limites (Adef-Suli).

 

Veja também