Eixo SP, Cart e DER dão sequência à Operação Balança

Ação será mantida em postos de fiscalização nas rodovias SP-284 e SP-425 , em Presidente Prudente

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 21/10/2020
Horário 12:11
Eixo SP - Caminhoneiros receberão orientações de saúde e irão aferir a temperatura e pressão
Eixo SP - Caminhoneiros receberão orientações de saúde e irão aferir a temperatura e pressão

A Concessionária Eixo SP dá prosseguimento à Operação Balança nos postos de fiscalização da Rodovia Manílio Gobbi (SP-284) e Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), trecho de Presidente Prudente. A ação de caráter educativo tem o apoio da Cart (Concessionária de Rodovias), Polícia Militar Rodoviária e DER (Departamento de Estradas de Rodagem).

A mobilização acontece diariamente das 9h às 16h, no km 454+200, em ambos os sentidos da SP-284, e no km 434, sentido norte da SP-425. Nos casos de excesso no PBT (Peso Bruto Total) ou por grupo de eixos, o motorista será orientado sobre as normas previstas na legislação de trânsito, sem autuação por infração.

Também neste período, caminhoneiros receberão orientações de saúde e irão aferir a temperatura e pressão.         

“Por determinação da Artesp, a fiscalização de peso de cargas transportadas na malha do programa de concessões rodoviárias paulista segue suspensa. Esta iniciativa da Eixo SP e parceiros tem o objetivo de orientar os motoristas sobre as normas e analisar o comportamento de tráfego no segmento rodoviário visando a garantia da segurança e fluidez para os usuários”, explica Rogério Rodrigues, superintendente de Operações da Eixo SP.        
 

Tecnologia      

A Eixo SP contará com o apoio da Cart também no oferecimento de tecnologia avançada, uma balança móvel embarcada em automóvel tipo furgão. Esta tecnologia consiste em células de carga, posicionadas no piso de passagem dos veículos comerciais. Alimentado por gerador, o mecanismo envia informações em tempo real ao monitor para aferição do peso.      

“Conforme o Contran (Conselho Nacional de Trânsito), a tolerância por eixo é de 7,5% e de 5,0% para peso bruto total. Nos casos em que houver inconformidade, o motorista será orientado sobre os limites da norma e servirá para o condutor estar alinhado às regras do transporte rodoviário, o que reflete na segurança para o transportador, usuários e comunidades do entorno, que utilizam estas rodovias, de tráfego diversificado”, conclui Luis Santos, gerente de Operações da Cart.

O Contran orienta ainda que a tolerância de 10% por eixo só vale para quem respeitar o limite de 5% do PBT e/ou PBTC (Peso Bruto Total Combinado). Em situações de excesso de largura, altura e comprimento sem a devida AET (Autorização Especial de Trânsito), o transportador estará sujeito à autuação por parte da equipe do DER-SP, que estará presente.    

Veja também