Em função da distância, munícipes pedem escolas

PRUDENTE - MELLINA DOMINATO

Data 16/11/2016
Horário 08:56


Um assunto que gera reclamação no Conjunto Habitacional João Domingos Netto, em Presidente Prudente, é a educação. Os moradores declaram a necessidade de unidades de ensino para todas as idades no bairro em função da distância deste das escolas já existentes em Presidente Prudente. A Secom (Secretaria Municipal de Comunicação) lembra que uma creche foi entregue no loteamento, enquanto o secretário de Planejamento, Desenvolvimento Urbano e Habitação, Laércio Batista de Alcântara, promove que duas novas escolas devem abrir suas portas em 2017.

Jornal O Imparcial Jéssica precisa levar e buscar o sobrinho à escola de Montalvão

A comerciante, Vânia Silva Braulino, 33 anos, tem dois filhos, de 5 e 11 anos, que precisam estudar em outros bairros. Por conta disso, a empresária revela ter mais despesas com o transporte dos garotos e ainda fica preocupada com a segurança dos jovens nos trajetos até os respectivos colégios. "Gosto de morar aqui, mas espero que as escolas abram o quanto antes. É preciso também bastante vagas, para atender a quantidade de estudantes que residem aqui", avalia.

Jéssica Torres de Melo, 26 anos, também diz que a educação é uma preocupação, já que precisa levar e buscar o sobrinho, de 4 anos, à uma unidade de ensino do distrito de Montalvão, todos os dias. "Vamos tentar trazer ele para estudar aqui, mas depende ainda da escola chegar", pontua.

 

Unidades


Segundo Laércio, umas das escolas a serem implantadas no bairro seria estadual. "Há para o terreno principal da entrada do bairro um projeto aprovado pelo governo do Estado, que deve iniciar em breve, para instalação de uma escola estadual, que será uma das maiores da cidade, com 16 salas de aula visando atender todos os alunos do Estado na região do 5º até o 3º ano do ensino médio", ressalta. Pontua ainda que uma nova escola de educação fundamental é construída no conjunto habitacional, em uma parceria da Prefeitura com o governo federal.

Em relação à escola estadual, a Diretoria Regional de Ensino de Presidente Prudente, através da Assessoria de Imprensa da Secretaria Estadual da Educação, informa que os alunos do bairro estão devidamente matriculados em escolas da região. "Ainda esclarece que há um estudo para a construção de uma unidade de ensino no bairro", relata, em nota.

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação do Ministério da Educação informa que, em relação à obra da escola de ensino fundamental, os repasses ainda não foram feitos por conta de trâmites relacionados ao período eleitoral. No entanto, pontua que o espaço terá capacidade para atender até 360 alunos, em dois turnos (matutino e vespertino), ou 180 alunos em período integral.

 

SAIBA MAIS


CRECHE EM FUNCIONAMENTO

Em setembro, a Prefeitura inaugurou, no João Domingos Netto, a Escola Municipal de Ensino Infantil Sylvia Marlene Pereira Faustino – Sylvinha, que atende 150 crianças com idades entre 0 e 5 anos, nos períodos parcial e integral. A creche é resultado de parceria entre os governos municipal e federal, por meio da CEF (Caixa Econômica Federal). Tem 918,70 m² (metros quadrados), foi orçada em R$ 2.469.245,45 e conta com salas de atividades, multiuso, refeitório, fraldário, lactário, solários, sanitários, pátio coberto, playground, espaços administrativos, dentre outras dependências.

 

Veja também