Envelhecer: modo recomendado

Jair Rodrigues Garcia Júnior

 

Envelhecer todos nós vamos. Mas como? Sendo bem pragmáticos, nascemos e já começamos a envelhecer com o passar dos meses e anos. Fisiologicamente, o bebê, a criança e o adolescente passam pelo processo de crescimento e desenvolvimento dos órgãos e sistemas fisiológicos até chegar à idade adulta. A partir de então tem aproximadamente três décadas de estabilização destes sistemas responsáveis pela manutenção da homeostase – equilíbrio.                     

Inicio do envelhecimento

É na meia-idade, por volta dos 45 anos. Quem já chegou ou já passou dessa idade, talvez tenha percebido algumas características: esbranquiçamento e queda dos cabelos, pele mais ressecada (rugas), articulações endurecidas e limitação dos movimentos, acúmulo de gordura, diminuição do tônus muscular e do vigor para esforços, menor libido e vigor sexual.

São os hormônios

A partir do 45 anos, em média, a secreção dos hormônios inicia o declínio. Os hormônios sexuais, do crescimento e triiodotironina (T3 da glândula tireóide), além de outros, têm produção, secreção e concentração diminuídas. A condição mais conhecida e que é consequência dessa diminuição é a menopausa da mulher que chega aos 50-55 anos. A diminuição dos hormônios sexuais afeta tecidos, órgãos e sistemas fisiológicos.    

Funções em declínio

É fisiológico - natural - que as funções dos órgãos e sistemas diminuam gradativamente. Mesmo assim, elas continuam mantendo a homeostase e permitem a realização das atividades diárias até 90 anos ou mais, a não ser que haja uma doença que acelere a degeneração de um ou mais órgãos. Além de doenças, fatores como tabagismo, alcoolismo, alimentação inadequada, sedentarismo e outros, aceleram a degeneração dos órgãos.

Modo recomendado

Além de evitar os vícios, cuidar muito bem da alimentação é uma das principais formas de preservar os órgãos e desacelerar o envelhecimento fisiológico. Mantendo-se “jovem” no funcionamento dos órgãos e sistemas (idade biológica), a idade cronológica deixa de ter importância. Na alimentação, priorize sempre os vegetais, evite alimentos animais com muita gordura, diminua açúcar, sal e excesso de alimentos com farinhas (não por causa do glúten!), em razão das calorias. Sobretudo, coma sempre um pouco menos do que precisa (restrição calórica leve).   

Desacelere

O principal “freio” do envelhecimento fisiológico é o exercício físico. Acredite: músculos ativos estimulam todos os demais sistemas, provocam adaptações benéficas e proporcionam uma espécie de “poupança de função dos órgãos”. Há estudos demonstrando e recomendando que os adultos jovens e de meia-idade comecem a se preparar para a senescência. Estilo de vida ativo é condição sine qua non para saúde e longevidade.

 

Estilo de vida ativo é condição sine qua non para saúde e longevidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

https://www.mdpi.com/journal/sports/special_issues/EPNFETP

 

https://agencia.fapesp.br/estudo-sugere-que-tecido-adiposo-pode-servir-de-reservatorio-para-o-novo-coronavirus/33612/

Estudo sugere que tecido adiposo pode servir de reservatório para o novo coronavírus

13 de julho de 2020

 

Veja também