Epitácio prevê imunizar 1,5 mil profissionais de saúde contra o coronavírus

Prefeitura aponta que, inicialmente, convocará 12 funcionários para a aplicação das doses; duas salas de vacina foram reservadas para a campanha

REGIÃO - GABRIEL BUOSI

Data 18/01/2021
Horário 16:48
Foto: Danilo Verpa/Folhapress
Prefeitura afirma estar confiante e ansiosa pelo início da vacinação
Prefeitura afirma estar confiante e ansiosa pelo início da vacinação

Para a primeira etapa da vacinação contra a Covid-19, a Prefeitura de Presidente Epitácio informa que a previsão é imunizar 1,5 mil pessoas de vários segmentos de Saúde do município.

A administração esclareceu que visa iniciar a vacinação “imediatamente após o recebimento das doses”. Para isso, ressaltou que a Secretaria de Saúde dispõe de duas salas de vacinação para atender a demanda habitual, sendo elas localizadas uma no Centro de Saúde e a outra na ESF (Estratégia Saúde da Família) do distrito do Campinal. De início, serão convocados algo em torno de 12 profissionais para aplicar as doses.

“Caso o município receba uma quantidade inferior ao número previsto de pessoas a serem imunizadas, haverá um protocolo que deverá ser aplicado para definir a prioridade dos profissionais que serão vacinados”, explica.

Assim como toda a população, a Prefeitura afirma estar confiante e ansiosa pelo início da vacinação. Isso porque, conforme a administração, "não é novidade que o trabalho da ciência foi árduo para que hoje a população pudesse ter a vacina, que trará a oportunidade de retomar as atividades diárias, encontros com familiares e amigos".

Estratégia

O governo do Estado de São Paulo iniciou na manhã desta segunda-feira a distribuição de vacinas e insumos para o início da vacinação contra a Covid-19 em algumas regiões do Estado, como foi o caso, por exemplo, de Botucatu, Marília e São José do Rio Preto.

Para os demais polos regionais, como é o caso de Presidente Prudente e municípios vizinhos, o Estado de São Paulo afirmou que a partir desta terça-feira as grades de vacinas e insumos também serão enviadas para a redistribuição às prefeituras, com a recomendação de prioridade aos profissionais de saúde que atuam no combate à pandemia e à população indígena.

Veja também