Escola Municipal de Artes ganha três pianos, no total de R$ 45 mil

VARIEDADES - DA REDAÇÃO

Data 21/05/2015
Horário 09:23
 

Ao som do Coral Nível 1 da Escola Municipal de Artes Jupyra Cunha Marcondes, que entoou as músicas "Faça uma careta" e "O jeito é perguntar", o prefeito Milton Carlos de Mello, Tupã (PTB), entregou, na manhã de ontem, três novos pianos à escola.

Na oportunidade, presente no ato, José Fabio Sousa Nougueira, titular da Secult (Secretaria Municipal de Cultura), ressaltou que os instrumentos resultam em R$ 45 mil e que nos últimos seis aos a Escola de Artes recebeu grandes investimentos.

"O principal foi a vinda para esse espaço , que tem 52 salas de aula. Durante a primeira gestão, eram 280 alunos, hoje temos quase 600 . Além disso, todos os móveis foram trocados e historicamente foi o único governo que repôs 100% dos professores aposentados. Agora, nos últimos meses, entramos na fase de renovar os instrumentos, pois alguns já não condizem com a necessidade".

Liliane Junqueira, diretora da Jupyra Cunha Marcondes, disse receber os pianos com muita alegria. Segundo ela, após a escola já ter enfrentado muitos desafios, nos últimos anos têm conseguido várias conquistas. "Só temos a agradecer ao prefeito pelo empenho e pela visão de investir na Escola de Artes".

A professora Raquel Vicentini emendou afirmando que muitos alunos poderão aprender nos pianos e se tornar grandes músicos e continuar elevando o nome de Prudente, "como alguns já fazem". "Alguns ex-alunos hoje trabalham em universidades, temos aluno na Europa, enfim. Acima disso, trabalhamos com formação, primeiramente de caráter. Então, acredito que temos conseguido formar cidadãos melhores", salientou.

Já Valter Trevisan, coordenador artístico e pedagógico da escola, lembrou que trabalha há 35 anos no local e que poucos momentos foram de alegria como o de ontem. "Estou prestes a me aposentar e receber esses três pianos é como um prêmio de aposentadoria", frisou.

"Estamos entregando um bem material. A sensibilidade com que ele será explorado é o que faz a diferença. Ou seja, os professores são as pessoas que querem fazer algo diferente, fazer com que as crianças se tornem cidadãos diferentes e tenham expectativa e perspectiva de vida. O que me deixa mais feliz é a movimentação do espaço, de pessoas tendo acesso à educação", concluiu Tupã.

Veja também