Espetáculo online encerra hoje a 15ª Mostra de Artes Cênicas

Às 20h, público confere pelo canal do YouTube da Mênades & Sátiros Cia de Teatro, a apresentação da peça “Leões, Vodka e um Sapato 23”, da Cia. de 2, de São José dos Campos (SP)

VARIEDADES - DANIELLE MERLIN

Data 10/08/2021
Horário 08:07
Foto: Divulgação
Uma autópsia atemporal de 4 leões bufos que nos convocam ao testemunho de sua própria morte
Uma autópsia atemporal de 4 leões bufos que nos convocam ao testemunho de sua própria morte

Após seis dias de programação, com direito a espetáculos online e presenciais, atividades formativas, bate-papos, apresentações de cenas curtas e leituras dramáticas, chega ao fim nesta terça-feira, com a peça “Leões, Vodka e um Sapato 23”, da Cia. de 2, de São José dos Campos (SP), a 15ª Mostra de Artes Cênicas - Segundo Ato. A transmissão pode ser conferida às 20h, pelo canal do YouTube da Mênades e Sátiros Cia de Teatro, idealizadora do evento. 
Com 57 minutos de duração e direção de Mateus Guimarães, o espetáculo de hoje é caracterizado como “um show musical, um resto de banda, um resto de circo, um pedaço de lona e uma sobra de vodka em meio a murmúrios russos e rugidos felinos. Uma autópsia atemporal de quatro leões bufos que nos convocam ao testemunho de sua própria morte, de sua miséria e dos dias de fome na jaula de um circo”. No elenco, estão Adriano Laureano, Jean de Oliveira, Jonas di Paula e Guilherme Padilha.
A Mostra de Artes Cênicas foi realizada com o apoio do ProAc (Programa de Ação Cultural) do governo de São Paulo, Sesc Thermas, Secult (Secretaria Municipal de Cultura) de Presidente Prudente e Olho Nu Promoções.

“É O PRIMEIRO MOMENTO EM QUE GRUPOS TEATRAIS E ARTISTAS DA CIDADE ESTÃO INDO PARA O PLACO SE APRESENTAR DEPOIS DE TANTO TEMPO. ENTÃO É UMA FELICIDADE ENORME PODER CONTRIBUIR PARA QUE ISSO ACONTECESSE. 
Denilson Biguete

Um dos principais objetivos com o evento, conforme o coordenador da mostra, Denilson Biguete, é apresentar um mapa artístico da produção teatral do oeste paulista e, também, promover a troca de experiências dos artistas e grupos locais com as companhias convidadas de outras regiões do Estado de São Paulo. E ele não teve dúvidas que, mesmo em meio à pandemia, conseguiram alcançar um bom resultado, seguindo, inclusive, todos os protocolos de segurança.
“Não tenho como externar a nossa felicidade, minha e da companhia Mênades & Sátiros, por estar realizando esse projeto, nesse momento, de forma híbrida. Acredito que fomos corajosos em propor uma programação presencial, mas acertamos, o público veio para a sala, acompanhou a programação presencialmente e respeitamos tudo como tinha que ser”, ressalta.
Ele acrescenta que estão extremamente felizes, porque marcaram um momento histórico na cidade, o de poderem ser os precursores da volta do teatro presencial. “E voltamos com a produção prudentina, que é o mais importante. É o primeiro momento em que grupos teatrais e artistas da cidade estão indo para o placo se apresentar depois de tanto tempo. Então é uma felicidade enorme poder contribuir para que isso acontecesse. A mostra já um sucesso e já é uma atividade marcante na história do teatro de Prudente”, comemora.


 

 

Veja também