Estado anuncia construção de 585 moradias populares na região

Serão contemplados com as unidades os municípios de Alfredo Marcondes, Anhumas, Lucélia, Pacaembu, Paulicéia, Rosana, Sagres e Sandovalina

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 30/09/2021
Horário 12:59
Foto: Divulgação/CDHU
Moradias serão construídas pelo Programa Nossa Casa-CDHU
Moradias serão construídas pelo Programa Nossa Casa-CDHU

A Secretaria de Estado da Habitação anunciou nesta quarta-feira o investimento de R$ 1,1 bilhão para construir 10.519 unidades habitacionais em 87 municípios paulistas pelo Programa Nossa Casa. Na região de Presidente Prudente, serão destinadas 585 unidades na modalidade Nossa Casa-CDHU para oito municípios, sendo eles: Alfredo Marcondes (9 unidades), Anhumas (48), Lucélia (108), Pacaembu (29), Paulicéia (132), Rosana (100), Sagres (50) e Sandovalina (109).

"Essa é uma ação que tem o apoio dos municípios que fazem a doação dos terrenos para a construção das moradias. Apenas nessa ação que anunciamos, vão ser gerados, em todo o Estado, mais de 30 mil empregos diretos, indiretos e induzidos, com efeito praticamente imediato", destaca o secretário de Estado da Habitação, Flavio Amary.

As moradias enquadradas na modalidade Nossa Casa-CDHU serão construídas em duas etapas pela companhia em parceria com os municípios que doam o terreno. Na primeira fase, é realizada a urbanização dos lotes com pavimentação e implantação de redes de água e esgoto, iluminação, entre outros itens. Na sequência, é feita a edificação das unidades. Já as unidades em apartamentos serão construídas por meio de licitação única.

Por essa modalidade, os imóveis possuem dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. O financiamento dos imóveis segue os critérios da CDHU e as novas diretrizes da Política Habitacional do Estado, que preveem juros zero para famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos. Assim, os mutuários pagam praticamente o mesmo valor ao longo dos trinta anos de contrato, que sofre apenas a correção monetária anual calculada pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), o índice oficial do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Veja também