Estado deve analisar pedido de reavaliação regional

Na tarde de ontem, um grupo de prefeitos esteve na capital paulista, para discutir a situação de quarentena da região; outra reunião será realizada hoje

REGIÃO - THIAGO MORELLO

Data 16/06/2020
Horário 06:30
Cedida - Encontro foi ministrado pelo vice-governador, Rodrigo Garcia Foto: Cedida - Encontro foi ministrado pelo vice-governador, Rodrigo Garcia

Motivados a tentar mudar a situação de quarentena na região, que foi rebaixada novamente para a fase vermelha (1), um grupo de prefeitos esteve na capital paulista, ontem, a fim de discutir o cenário com o governo do Estado de São Paulo. Na oportunidade, as propostas foram apresentadas e devem ser analisadas por um comitê. Outro encontro será realizado hoje.

A reunião acabou por volta das 19h, depois de um “bate-papo” que durou quase três horas. O presidente da Unipontal (União dos Municípios do Pontal do Paranapanema) e prefeito de Presidente Venceslau, Jorge Duran (PSD), conta que o encontro foi ministrado pelo vice-governador, Rodrigo Garcia (Democratas). “Nós apresentamos dados que divergem do Estado de São Paulo, para mostrar que a metodologia utilizada por eles para tratar da região não estava correta”, complementa. Em um dos exemplos, o presidente cita a quantidade de leitos na região.

E como dito, Duran reafirma que o Executivo estadual ouviu todas as propostas e passou para o Comitê Administrativo Extraordinário, que é quem será responsável por dizer se o que foi discutido será acatado ou não. “A gente deixou claro que a região precisa de uma recuperação econômica”, pontua. Não foi informado um prazo para que a decisão seja tomada.

Ainda de acordo com Duran, um novo grupo de prefeitos regionais comparece hoje no Palácio dos Bandeirantes, para também debater sobre o assunto.

Relembre o cenário

Na última quarta-feira, a região de Presidente Prudente retrocedeu duas fases no plano de flexibilização da economia e agora se esquadra na categoria vermelha, que é a mais rígida e não permite a abertura do comércio no DRS (Departamento Regional da Saúde) 11, que compreende a região. As medidas passam a valer a partir de hoje.

 

Veja também