Feliz Natal

OPINIÃO - Walter Roque Gonçalves

Data 19/12/2020
Horário 04:30

O vírus que matou mais de 1,6 milhão de pessoas no mundo e 184 mil no Brasil colocou cientistas por todo o globo numa jornada incansável pela vacina. Os vencedores desta corrida ajudarão a salvar centenas de milhares de vidas pelo mundo, mas competem também pelas centenas de milhares de dólares em vendas das tão esperadas doses de cura para a ameaça invisível que aflige o mundo desde o início de 2020. 
A revista Veja de 6 de dezembro traz, na matéria de capa intitulada “Um presente de Natal”, de Adriana Dias Lopes, os níveis de esperança que tanto precisamos para 2021. Nesta corrida comercial pela vida, as vacinas estão sendo desenvolvidas em tempo recorde e as que foram aplicadas até o momento foram em regime emergencial, fato que tem gerado polêmicas no entorno dos efeitos colaterais. Contudo, os passos para o registro definitivo ainda estão por vir. 

Nesta corrida comercial pela vida, as vacinas estão sendo desenvolvidas em tempo recorde

A inglesa Margaret Keenan tomou a primeira vacina desenvolvida pela Pfizer e BioNtech, a senhora de 90 anos sorri e diz: “Isso significa que posso finalmente esperar passar um tempo com minha família e amigos no ano novo”.  No mesmo artigo, a fala de uma mãe cujos filhos receberam a dose para imunizá-los da pólio, em 1956, tem o mesmo teor: o de esperança, quando diz ao criador da vacina contra a pólio, Jonas Salk: “A bênção de milhões de mães libertadas do mais terrível dos medos (...) meus filhos nunca mais sofrerão de pólio”.
No Brasil, estão previstas 500 mil doses da Pfizer, 9 milhões do Butantan/Sinovac e 15 milhões de doses da AstraZeneca, com início de imunização da população previsto a partir de janeiro de 2021. As questões que envolvem o registro das vacinais ou uso emergencial ainda estão na pauta. Espera-se que o Natal de 2020 venha fortalecer o comércio, a geração de empregos e a distribuição de renda e que possamos, sobretudo, nos encher de esperança e de vontade para seguir em frente, sempre!


 

Veja também