Festividades do padroeiro são canceladas em Epitácio

Fogueirão e Páscoa dos Militares, tradicionais eventos do calendário turístico local, foram desmarcados por conta da pandemia do novo coronavírus

VARIEDADES - WEVERSON NASCIMENTO

Data 18/06/2020
Horário 06:00
Foto: Secretaria de Turismo e Cultura - Tradicionalmente as festas atraem milhares de pessoas todos os anos Foto: Foto: Secretaria de Turismo e Cultura - Tradicionalmente as festas atraem milhares de pessoas todos os anos

Recentemente, a prefeitura de Presidente Epitácio Presidente Epitácio comunicou que em decorrência da pandemia do novo coronavírus, suspendeu o tradicional Fogueirão e a Páscoa dos Militares. Eventos que fazem parte do calendário turístico do município, e em honra ao padroeiro da cidade, São Pedro. Segundo a organização, para as festividades que ocorreriam nos dias 28 e 29 deste mês, estavam previstas atrações culturais e  celebrações religiosas, com a presença de 12 mil pessoas nos dias de festa.

Conforme o anúncio da Prefeitura, com a necessidade do isolamento social e para evitar aglomeração, as festividades precisaram ser canceladas para a propagação do vírus seja combatida no município.  Além disso, o Pavilhão de Eventos da orla fluvial, local onde é realizado o tradicional Fogueirão, está fechado obedecendo a orientações do governo municipal.

“Tradicionalmente, as festas atraem milhares de pessoas todos os anos. No entanto, em função do que está acontecendo em todo o mundo e, consequentemente, o número de casos no município, foi necessário cancelar ambos os eventos”, explica o secretário de Turismo e Cultura, Frank Celestino de Oliveira, o Frank Bala.

 

IMPACTO NO TURISMO

Assim como ocorreu em Santo Expedito Santo Expedito (festa do padroeiro), Piquerobi (Corpus Christi) e Pirapozinho (Fejupi), as atividades canceladas no município epitaciano também trazem impactos para o turismo local. Para tanto, segundo o secretário, esta é a primeira vez que as festividades são suspensas no município. “A cidade é conhecida como estância turística. Logo, os reflexos da pandemia causam prejuízos para artesãos, setor de comércio e hospedagem, sobretudo, àqueles que dependem do turismo”, frisa o secretário.

Mas, ele diz ter esperanças, isso porque após as medidas de quarentena o município irá receber um alto volume de visitantes, que, em primeiro momento, desfrutarão, principalmente, do turismo regional. Mesmo com todo o cenário de pandemia a tradição do Fogueirão não passará em branco, visto que, neste ano, será instalado em frente à igreja matriz uma imagem do santo padroeiro do município. De acordo com o pároco da igreja, Gerisvaldo Silva Viana, a instalação ocorrerá no dia 29 deste mês em comemoração aos 60 anos da criação da paróquia São Pedro, e contará com a presença do bispo diocesano de Presidente Prudente, dom Benedito Gonçalves dos Santos. A imagem é uma réplica do santo que está na igreja de São João de Latrão, em Roma, na Itália.

 

TRADICIONALMENTE, AS FESTAS ATRAEM MILHARES DE PESSOAS TODOS OS ANOS. NO ENTANTO, EM FUNÇÃO DO QUE ESTÁ ACONTECENDO EM TODO O MUNDO E, CONSEQUENTEMENTE, O NÚMERO DE CASOS NO MUNICÍPIO, FOI NECESSÁRIO CANCELAR AMBOS OS EVENTOS”

Frank Bala

 

Foto: Secretaria de Turismo e Cultura - Pavilhão de Eventos onde é realizado o tradicional Fogueirão, também está fechado

Veja também