Figura popular, Pente Fino morre aos 90 anos no Lar São Rafael

PRUDENTE - Jean Ramalho

Data 29/07/2016
Horário 09:05
 

Figura popular nas ruas e avenidas de Presidente Prudente durante as últimas décadas, Manoel Carlos da Silva, mais conhecido pelo apelido de Pente Fino, faleceu na tarde de ontem, aos 90 anos, no Lar São Rafael. Ele lutava contra um câncer no pâncreas há cerca de dois anos e não resistiu às complicações da doença. Seu corpo está sendo velado na Casa de Velório Prudentina e o sepultamento está marcado para às 11h, no Cemitério Municipal Campal.

Jornal O Imparcial Manoel Carlos da Silva

Nascido em 8 de setembro de 1925, Pente Fino era natural de Correntes, em Pernambuco. Sem qualquer parente em Prudente ou região, o pernambucano desembarcou no oeste paulista em data desconhecida. Porém, se fez conhecido nas ruas e avenidas de Prudente pelo modo nada convencional com que se vestia e se comportava. Trajado de um terno cravado por medalhas e bótons, além de um quepe, Pente Fino se transformava em fiscal de trânsito, coronel do Exército, ou qualquer função que denote carreira militar.

Mas, desde 2008, o popular pernambucano que se fez prudentino foi obrigado a abandonar seu tradicional "quartel", o calçadão da Rua Tenente Nicolau Maffei, para morar no Lar São Rafael, em Prudente. No local, fez a alegria de companheiros e funcionários, até momentos antes de "pendurar a farda". "Mesmo doente, ele nunca deixou de sorrir e brincar. Sempre foi muito atencioso e carinhoso com os outros, mesmo quando estava próximo da morte. Tenho certeza que ele teve uma morte serena e em paz", afirma a irmã Maria Ferraz de Araújo.

 

Veja também