Frigorífico de Prudente registra vazamento de amônia 

Moradores acionaram o Corpo de Bombeiros depois de sentirem cheiro característico do fluído; não houve feridos e ninguém precisou de atendimento

PRUDENTE - GABRIEL BUOSI

Data 04/05/2021
Horário 18:08
Foto: Reprodução/Bon Mart
Vazamento em frigorífico durou cerca de 30 minutos, segundo Corpo de Bombeiros
Vazamento em frigorífico durou cerca de 30 minutos, segundo Corpo de Bombeiros

Um vazamento de amônia no Frigorífico Bon Mart, em Presidente Prudente, chamou a atenção de moradores que moram próximo da unidade, que fica na Avenida Ana Jacinta, e mobilizou autoridades na noite desta segunda-feira. 
De acordo com o Corpo de Bombeiros, o vazamento durou cerca de 30 minutos e logo foi contido. Mesmo com o cheiro forte que foi sentido por moradores daquela região, não houve vítimas e nenhum funcionário precisou de socorro por eventuais problemas. 
A ocorrência no Corpo de Bombeiros foi registrada como vazamento de produto químico, o que fez com que fossem acionadas ainda a Polícia Ambiental e a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo). 
“Tivemos várias ligações dos bairros Jardim Cedral e Jardim Monte Alto sobre um odor forte característico de amônia. No local, verificamos que houve o rompimento de uma válvula de passagem reta, por onde houve vazamento de amônia por cerca de 30 minutos, o qual já havia sido sanado”. A empresa foi procurada mais de uma vez na tarde desta terça pela reportagem, mas não retornou os contatos feitos. 

Profissional analisa o caso

O engenheiro mecânico e fundador da Engetex – Empresa que trabalha com projetos e inspeções, comércio e serviços industriais, com foco na segurança nos processos produtivos, Robinson Cristovam, afirmou que em situações como esta, o correto é realizar uma avaliação técnica do motivo da falha mecânica no acessório de tubulação, entendendo como o comportamento da válvula foi diferente do esperado, podendo trazer o fabricante ou fornecedor para responder determinados questionamentos. “Este processo de melhoria sempre alcança novos níveis de segurança para a planta industrial”.
Além disso, apontou que essas análises de falhas mecânicas gerarão resultados, que deverão, por sua vez, serem implantados no plano de manutenção da indústria, assim como acompanhados pelo PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos). “Para nortear as indústrias, ainda existem normas técnicas que abrangem informações pertinentes sobre sistemas de refrigeração por amônia, atuando com prevenção para que ocorrências como estas não ocorram novamente”.
Robinson destacou ainda que plantas industriais que trabalham com fluído tóxico, como a amônia, em seu sistema de refrigeração, não podem descartar ocorrências de vazamentos, o que faz com que atuem sempre no modo da prevenção nessas situações, assim como foi feito pelo Bon Mart, atendendo a ocorrência e evitando maiores riscos aos operadores e edificações vizinhas. “Demonstrando a seriedade da indústria ao Programa de Gerenciamento de Riscos implantado”.

Veja também