Fundo Social distribui peças arrecadadas

Roupas e cobertores angariados durante os 2 mutirões realizados em Prudente foram divididos entre 23 entidades assistencias

PRUDENTE - André Esteves

Data 04/06/2016
Horário 09:33
 

 

O Fundo Social de Solidariedade de Presidente Prudente realizou, na manhã de ontem, no Tiro de Guerra, a distribuição das peças de roupas e cobertores arrecadados nos dois mutirões da Campanha do Agasalho 2016, ocorridos nos dias 14 e 21 de maio. De acordo com a presidente do fundo, Renata Guimarães Santos Mello, foram 23 entidades assistenciais contempladas com a coleta. Neste ano, os voluntários conseguiram arrecadar 87.080 peças e 1.098 cobertores, que foram divididos igualmente em 80 sacos para cada.

Jornal O Imparcial Entidades buscaram ontem as peças arrecadadas em mutirões realizados por voluntários

Renata conta que os dois mutirões foram "um sucesso" e contaram com o trabalho de mais de 300 voluntários. Nesta primeira fase da campanha, o montante arrecadado será destinado exclusivamente para as instituições filantrópicas do município, enquanto a coleta nos pontos fixos da cidade fica sob a guarda do Fundo Social, que deve distribuir para famílias carentes cadastradas no programa ao longo de todo o ano. "O interessado que não contribuiu com a campanha deve procurar até 15 de julho um dos nossos pontos fixos, espalhados em toda a cidade, e depositar a sua doação. Três mil famílias serão beneficiadas com o que arrecadarmos e poderão retirar as roupas e cobertores de pronto em nossa sede", explica. A presidente pede que as pessoas priorizem a doação de roupas para homens e crianças.

 

Beneficiados

A Igreja Presbiteriana Conservadora de Presidente Prudente foi uma das entidades participantes desta edição da Campanha do Agasalho. O pastor Givaldo de Jesus Santana, 39 anos, esteve no Tiro de Guerra para recolher a sua cota, que será ofertada para cerca de 50 famílias da comunidade. Ele aponta que 20 voluntários da igreja participaram dos dois mutirões e que a colaboração na causa é de fundamental importância. "O que é excedente para uns é essencial para outros, portanto, ficamos muito satisfeitos por contribuir para o bem-estar de quem necessita", considera. O pastor explica que a igreja já possui uma lista com todas as famílias que receberão as doações. "Agora, vamos separar as cotas para cada uma de acordo com as necessidades, o número de integrantes, o sexo e a numeração", esclarece.

A presidente da Casa Tra Noi, Maria Aparecida Mazuqueli, 53 anos, afirma que participar da ação anualmente é essencial para o trabalho que a entidade desempenha. "Nós acolhemos pessoas que vêm de outras cidades e Estados para consultas médicas e, como muitas ficam mais do que um mês na casa, acabam necessitando de roupas de frio. Com as baixas temperaturas, a arrecadação será excelente para o fornecimento aos acolhidos", comenta.

 

Entidades participantes

 

Projeto Dai-vos de Comer (Assembleia de Deus do Jardim Monte Belo);

Igreja Adventista do Jardim Regina;

Casa Trai Noi;

Cadeca (Centro Adventista de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente);

Fraternidade São Damião (Paróquia São Francisco de Assis);

Igreja Adventista do Belo Galindo;

Igreja Adventista Central;

Igreja Presbiteriana Conservadora;

Igreja Evangélica da Paz;

Igreja Evangélica Adonay Rei dos Reis;

Paróquia São Pedro;

Igreja Assembleia de Deus;

Igreja Pentecostal Deus é Fiel;

Hospital Psiquiátrico Allan Kardec;

Colônia Santa Clara;

Paróquia São Judas Tadeu;

Igreja Evangélica Avivamento Bíblico;

Centro de Estudos Espíritas Irmã Benigna;

Proama;

Igreja Assembleia de Deus do Jabaquara;

Associação de Moradores do Jardim Sumaré;

Associação de Moradores da Vila Áurea;

Associação de Moradores do Parque Alvorada.

 

Fonte: Fundo Social de Solidariedade

 

Veja também