Geane Francisco corre amanhã ultramaratona em Indaiatuba

Última prova que ela participou foi a ultramaratona em Jales, em março, na qual ficou com a 5ª colocação geral nos 65 km: “Retornar às corridas é um misto de emoção”

Esportes - OSLAINE SILVA

Data 27/11/2020
Horário 08:00
Cedida - Sem patrocínio, Geane vai para Indaiatuba com apoio da Taramps Group
Cedida - Sem patrocínio, Geane vai para Indaiatuba com apoio da Taramps Group

A prudentina Geane Francisco corre amanhã a sua primeira ultramaratona desde o início da pandemia do novo coronavírus. Será no Parque Mirim, em Indaiatuba (SP) - que está na fase verde do Plano São Paulo -, a partir das 8h. Se em janeiro de 2021 a situação estiver sob controle, a atleta correrá os 217 km (quilômetros) da BR 135 Ultramarathon, em Minas Gerais
A última prova que a atleta participou foi a ultramaratona em Jales (SP), em março, na qual ela ficou com a quinta colocação geral nos 65 km. “Retornar às corridas é um misto de emoção... Confesso que estou com um pouquinho de medo. Parei de treinar em março. Fui orientada pelo Dr. Brenno Casari no início da pandemia a ficar em casa. Sigo as orientações dele que é médico do esporte. Para participar desta prova, fiz uma bateria de exames, e só ontem [anteontem] ele assinou o certificado médico. Se não autorizasse, eu não iria”, frisa Geane.

Como estão os treinamentos

A corredora diz que voltou aos treinos isolada e seguindo os protocolos de saúde, em abril. Em primeiro momento com treinos leves para manutenção. Em agosto, passou a treinar com mais intensidade, pois em 2021 tem a possibilidade de haver provas e ela já está inscrita para os 217 km.
“Claro que estou bem distante ainda do ritmo de treinos antes de tudo isso, mas em Indaiatuba será mais um treino para estar pronta para os 217 km em janeiro. Sou professora e o trabalho remoto é extremamente cansativo... sair para correr após oito, nove até 12 horas na frente do computador ou celular, e mais duas ou três horas de estudos dedicados à faculdade de Pedagogia [penúltimo semestre] é muito relaxante!”, exclama a atleta, que vai para esta prova com apoio da Taramps Group e de sua família. “Devido à pandemia não consegui patrocínio. Por isso agradeço demais a Taramps”, revela.
Para seus treinamentos, Geane recebeu ma planilha do técnico Marcelo Rocha (M Rocha Team de Adamantina). E no momento ela faz exercícios educativos com o treinador Eliseu Sena, além de musculação com a personal Larissa Simonetti, na Apea (Associação Prudentina de Esportes Atléticos), funcional, natação e balé duas vezes por semana.
“Com orgulho darei meu máximo em Indaiatuba para honrar o apoio da minha família e da Taramps que acredita sempre em mim. Nos 217 km sei que será difícil, pois como a maioria das provas foi cancelada, vi na lista de inscritos muitos atletas com pódios em provas de alto nível. Mas, vamos lá!”, anima-se a atleta.


 

Veja também