Gestantes denunciam falta de enoxaparina na Farmácia de Alto Custo

Secretaria Estadual de Saúde alega que o que medicamento é de responsabilidade de aquisição e distribuição do Ministério da Saúde; pasta federal não respondeu aos questionamentos

PRUDENTE - WEVERSON NASCIMENTO

Data 11/07/2021
Horário 08:25
Foto: Thinkstock
Estado afirma que solicitou unidades do medicamento ao Ministério da Saúde
Estado afirma que solicitou unidades do medicamento ao Ministério da Saúde

Gestantes de alto risco de Presidente Prudente e região que utilizam a enoxaparina sódica denunciam a falta do medicamento na FME (Farmácia de Medicamentos Especializados). Elas defendem que a medicação é direito das grávidas, que dependem dela para uma gestação saudável, considerando que muitas já passaram por uma ou mais perdas gestacionais. 
Grávida de seis meses, Juliane Jessica Ferreira Carvalho, 30 anos, faz o uso da medicação desde quando recebeu o diagnóstico de que seria mãe. No entanto, desde o mês passado relata que passa por dificuldade na hora de receber o medicamento na Farmácia de Alto Custo. “Eles dizem que não têm mais o medicamento, pois não foi abastecido”, afirma.
Para não interromper o tratamento, Juliane vem sendo amparada através de uma rede de mulheres que fazem o uso da enoxaparina. Isso porque os custos do medicamento em farmácias populares variam entre R$ 600 a R$ 700 por apenas 10 doses, o que para a jovem mãe acaba pesando no orçamento familiar. “Hoje, estou dependendo de doações para continuar meu tratamento e minha gestação. Trata-se de uma questão de vida ou morte. É um remédio que nós precisamos para viver e necessitamos dele com urgência”. 
Camila Pereira Negre Norte, 26 anos, também enfrenta a mesma dificuldade na hora de receber o medicamento na Farmácia de Alto Custo de Presidente Prudente. Se encaminhando para o sexto mês de gestação, ela acaba dependendo de doações de mães que também fazem o uso da medicação. “Faz 35 dias que encontro dificuldade para conseguir pegar a enoxaparina. Eles alegam a falta de medicação e dizem que não tem previsão de quando o fornecimento será restabelecido”, detalha. “São vidas que não podem ser desamparadas”, enfatiza.   
Para compreender a ausência da medicação, a reportagem solicitou um posicionamento para a Secretaria Estadual de Saúde, que respondeu, por meio de nota, que o medicamento enoxaparina sódica é de responsabilidade de aquisição e distribuição do Ministério da Saúde. 
O medicamento, segundo a pasta, tem sido “enviado de forma irregular” ao Estado de São Paulo, apesar das constantes cobranças ao governo federal. “No segundo trimestre, a secretaria solicitou mais de 475,2 mil unidades e nenhuma foi entregue, impactando diretamente na continuidade da assistência aos pacientes”, explica. “A defasagem tem sido constante neste ano – as unidades solicitadas para o terceiro trimestre, que deveriam ter sido entregues pelo órgão federal até o mês de junho também não foram enviadas”, acrescenta.
A pasta acrescenta que segue em contato com o ministério e que distribuirá o medicamento à FME (Farmácia de Medicamentos Especializados) de Presidente Prudente após as novas entregas.
A reportagem também solicitou um posicionamento ao Ministério da Saúde, contudo, não recebeu um posicionamento até o fechamento desta edição. 

Ausência da enoxaparina

Mas, afinal o que é a enoxaparina? Para responder esta pergunta, a reportagem convidou a médica ginecologista e obstetra, Letícia Bellusci, a qual detalhou que a medicação trata-se de um anticoagulante indicado para evitar a formação de trombos. “Os trombos, quando formados na corrente sanguínea, podem prejudicar a circulação. Então, as gestantes que têm trombofilia precisam usar a enoxaparina para evitar a formação de trombos, pré-eclâmpsia e óbito fetal”, explica. 
“Não usar a enoxaparina durante a gestação de pacientes que têm trombofilia faz com que aumente a morbidade e a mortalidade materna e fetal, ou seja, faz com que elas tenham mais pré-eclâmpsia podendo, inclusive, levar a óbito materno e morte súbita fetal intrauterina”, acrescenta a especialista.

Veja também