Historiador de Prudente divulga livro que retrata vida de Leonardo Da Vinci

Projeto também deu origem a uma galeria audiovisual imersiva, que será lançada nesta quinta-feira juntamente com a obra “Leonardo entre Homens: Da Vinci no contexto de Polímatas”

VARIEDADES - WEVERSON NASCIMENTO

Data 21/09/2021
Horário 07:44
Foto: Weverson Nascimento
Bruno Lourenti busca, através de sua obra, atingir todas as classes sociais
Bruno Lourenti busca, através de sua obra, atingir todas as classes sociais

O historiador e pesquisador de Presidente Prudente, Bruno Victor Lourenti, 26 anos, irá lançar o livro “Leonardo entre Homens: Da Vinci no contexto de Polímatas”, que explora detalhes do contexto histórico e social do autor de Mona Lisa, mostrando que, além de gênio, era humano com suas muitas complexidades. Na obra, Bruno convida os leitores para aprofundar os conhecimentos sobre Leonardo Da Vinci, trazendo muito mais do que o senso comum já oferece sobre o grande personagem da história. A obra também deu origem a uma galeria audiovisual imersiva, que será lançada nesta quinta-feira juntamente com o livro.  
O interesse pela vida e obra de Leonardo Da Vinci (1452 – 1519), segundo Bruno, surgiu de uma memória de infância quando o consagrado programa infantojuvenil, “Castelo Rá-Tim-Bum”, produzido pela TV Cultura, exibiu o episódio “Sorriso Eterno”, que trazia detalhes sobre o contexto do polímata. Mais tarde, o filme “O Código Da Vinci (2006)”, estrelado por Tom Hanks, Audrey Tautou e Ian McKellen, completou ainda mais a bagagem cultural do jovem escritor. “Nunca pude, devido meus recursos, fazer viagens, mas a cultura e a educação são bases para transformação de uma criança, adolescente e adulto”, relembra Bruno.
O livro “Leonardo entre Homens: Da Vinci no contexto de Polímatas” é decorrência de um estudo acadêmico, que investiga a genialidade humana no contexto histórico do autor de Mona Lisa, e por ser mais compacto, trata-se de uma tese biográfica de análise crítica, do qual é possível reconhecer a vasta pesquisa de Lourenti enquanto acadêmico no curso de História, da Unoeste (Universidade do Oeste Paulista). “Eu pude atrelar minha memória de infância ao meu estudo científico, e com a direção da minha orientadora, a doutora Luli Hata, tudo se tornou existente e notório”, acrescenta o jovem escritor. 
Bruno Lourenti busca, através de sua obra, atingir todas as classes sociais. Para ele, Leonardo Da Vinci não era um nobre, muito mesmo um diplomata, mas uma pessoa com suas “limitações humanas” devido ao contexto histórico em que estava inserido. “Sua mente não se esgotava. Ele era incansavelmente curioso”, destaca o autor. Por isso, Bruno também deseja que, ao lerem seu livro, as pessoas reconheçam que a genialidade está presente em cada uma delas se assim permitirem.

Da Vinci nas telas

Após dois anos de pesquisa e processo de escrita, o livro, atualmente difundido pela Editora Viseu, saiu das páginas e também se transformou em uma galeria audiovisual imersiva. Através de parceria com a Unoeste, detentora da Sala Betha que coloca o estudante dentro de um cenário real da sua futura profissão por meio de metodologia e tecnologia de ponta, a comunidade terá oportunidade de fazer uma imersão diante de uma das mais conhecidas obras de Da Vinci e assuntos que proporcionam certa reflexão para sociedade.

“NUNCA PUDE, DEVIDO MEUS RECURSOS, FAZER VIAGENS, MAS A CULTURA E A EDUCAÇÃO SÃO BASES PARA TRANSFORMAÇÃO DE UMA CRIANÇA, ADOLESCENTE E ADULTO”
Bruno Victor Lourenti

No local, mesas touch screen, óculos de realidade virtual e flipbooks (coleção de imagens organizadas sequencialmente) irão proporcionar uma imersão à obra da Mona Lisa, acesso ao livro com amplitude, e interação com as máquinas do polímata. O projeto também busca proporcionar uma provocação da arte com produções do “The Carters”, duo composto pelos músicos Beyoncé e Jay Z, através da análise da música “Apeshit” / “Enlouquecer” e do próprio álbum “Everything is love” / “Tudo é amor”. Além dos artistas musicais, os presentes também poderão se conectar com as obras Vênus de Milo, Vitória de Samotrácia, além de outras simbologias que fazem uma crítica à sociedade sobre a imersão do negro dentro da história das artes. 
A galeria imersiva foi criada por Bruno Leonardo Nogueira, que, diante da pesquisa de Lourenti, proporcionou uma exposição audiovisual com riqueza de detalhes. O projeto também conta com parceria dos designers Antônio Sérgio Alves de Oliveira e Romulo Martins, e apoio da Unoeste.

SERVIÇO
A abertura oficial da galeria “Leonardo entre Homens” ocorrerá nesta quinta-feira, das 14h às 17h. O lançamento do livro de Bruno Victor Lourenti também acontecerá no mesmo dia, das 19h às 22h. As atividades ocorrerão nas dependências da Sala Betha, localizada no Campus I da Unoeste. Haverá sessão de autógrafo aos convidados que adquiriram os exemplares antecipadamente através da Editora Viseu. O escritor também disponibiliza uma versão gratuita do e-book através do e-mail: davincilourenti@gmail.com

Weverson Nascimento

Livro será lançado quinta-feira, das 19h às 22h, na Sala Betha, no Campus I 

Veja também