Impostos e resiliência

OPINIÃO - Walter Roque Gonçalves

Data 09/01/2021
Horário 05:00

Os níveis de incertezas em 2020 com a pandemia e agora renovados para 2021 precisam de uma boa dose de resiliência. Trata-se da força que o ser humano carrega que o torna capaz de levantar-se quantas vezes for necessário, de voltar atrás para seguir adiante, não ceder a pressão. Esta resiliência é o motor para tornar este ano que inicia um ambiente de vitórias, conquistas e superações, em especial pela alta de impostos que aumenta os desafios para o contribuinte este ano.
A reforma da Previdência aprovada em 2019 e a economia de dinheiro esperada com ela para os próximos anos foram engolidas pelo endividamento do governo durante a pandemia. Segundo a folha do UOL, esperam-se “R$ 137,9 bilhões de economia em dez anos” com a recente reforma da Previdência e conforme dados do site do Senado, “pandemia já causou despesas de R$ 411 bilhões para o governo [a metade deste valor com auxílio emergencial]”.

Esta resiliência é o motor para tornar este ano que inicia um ambiente de vitórias, conquistas e superações

A pandemia chegou em março de 2020 como um rolo compressor sobre as já fragilizadas contas públicas, novos problemas foram somados aos antigos. Segundo especialistas, para melhorar existem três pilares para o governo se empenhar: redução de gastos da máquina pública, privatizações e infelizmente a alta de impostos. A conta do contribuinte já chegou, são aumentos de impostos sobre venda de veículos usados, licenciamentos, ICMS sobre alimentos; as privatizações têm acontecido, mas  quanto aos cortes nos gastos do governo, pouco se sabe.
Um país que coloca nas costas do contribuinte uma das maiores cargas tributárias do mundo não pode esperar que os empresários, tanto do campo como da cidade, se motivem a investir! Está cada vez mais caro e arriscado produzir no nosso país. Por este motivo, existe um movimento de internacionalização dos investimentos, ou seja, brasileiros que levam o dinheiro para outro país! Para aqueles que deixam seus recursos por aqui, precisarão de muita resiliência para continuar empreendendo.


 

Veja também