Incêndio de grandes proporções atinge área em PP

REGIÃO - Bruno Saia

Data 28/07/2016
Horário 08:49
 

Uma extensa área próxima à Rua Antônio Assis Carvalho, no Residencial São Paulo, em Presidente Prudente, foi atingida por um incêndio no início da tarde de ontem. De acordo com o Corpo de Bombeiros, aproximadamente 30 mil m² de vegetação teriam sido destruídos pelas chamas.

No total, cinco viaturas foram acionadas até o local, por volta das 14h, e a ocorrência foi encerrada às 17h10. Ainda de acordo com a corporação, a estimativa é de que tenham sido consumidos até 16 mil litros de água para conter o incêndio. Desde a meia-noite de ontem, até às 17h, sete situações de fogo em vegetação (mato, terrenos baldios ou pastos), foram registradas em Prudente.

Jornal O Imparcial Área próxima ao Residencial São Paulo foi atingida ontem

Entre janeiro e junho de 2016, os bombeiros atenderam 727 ocorrências de incêndios em terrenos baldios e vegetação natural em Prudente. A quantidade é 55% maior do que a registrada no mesmo período do ano anterior, quando ocorreram 469 casos da mesma natureza na área do município. A informação é do Setor de Assuntos Civis do 14º GB (Grupamento de Bombeiros).

 

Mais de 50 mil m²


Nesta semana, dois incêndios de grandes proporções atingiram a região de Prudente. Segundo reportagens publicadas por O Imparcial, um deles foi registrado na terça-feira, em Martinópolis, no qual foram atingidos aproximadamente 5 mil m² de vegetação. Equipes da Brigada Municipal de Fogo em Vegetação e da Base de Bombeiros se empenharam para conter as chamas e contaram com o apoio de um caminhão-pipa e uma máquina motoniveladora. Homens da Guarda Municipal, da Comissão Municipal de Defesa Civil e dos bombeiros atuaram na ocorrência.

Na noite de domingo, em Junqueirópolis, a Base do Corpo de Bombeiros foi acionada para atender uma ocorrência de fogo em mato, próximo à Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294). Segundo a corporação, o incêndio atingiu uma área de 48,4 mil m². "O incêndio colocou em risco a vida de várias cabeças de gado que pastavam na área e só foi controlado com o apoio de um caminhão-pipa e a utilização de aproximadamente 8 mil litros de água", destaca nota encaminhada pelos bombeiros.

 

Período crítico

"Jamais arremessar bitucas de cigarro ou fósforos às margens das rodovias e não atear fogo nos restos de mato quando fizer limpeza de terrenos são algumas das recomendações para evitar problemas. Não depende só dos bombeiros, toda a população deve contribuir", enfatiza o capitão da PM e comandante do 1° Subgrupamento de Bombeiros, Orival Santana Júnior, em reportagem publicada por O Imparcial.

Segundo o capitão, o período entre maio e outubro é o de maior incidência de focos de incêndio, por conta das condições climáticas. "Baixa umidade do ar, temperaturas altas, longas estiagens e a ação dos ventos são fatores que contribuem para que isso ocorra", afirma. Em caso de emergência, o telefone do Corpo de Bombeiros é o 193.

 

SAIBA MAIS

TEMPO SECO

A última precipitação registrada na região de Prudente foi no dia 16 de julho. Apesar do alívio, nenhuma gota de chuva atingiu a cidade nos dias subsequentes e, antes disso, a região havia ficado exatamente 40 dias sem registros pluviométricos. De acordo com informações do Climatempo, as perspectivas não são nada animadoras. Apesar de um aumento na nebulosidade nos próximos dias, a tendência de que alguma chuva caia sobre a cidade é apenas no dia 5 de agosto. Neste período, a tendência é de manutenção de tardes quentes, com temperaturas máximas entre 27ºC e 29º C, e noites frescas, com temperaturas mínimas entre 14ºC e 19 ºC.

 

 

Veja também