Inova publica edital do programa Hotel de Projetos Inovadores

Iniciativa prevê pagamento de bolsa de R$ 800 aos professores que tiverem projetos aprovados e participarem da consultoria

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 29/09/2020
Horário 17:05
Cedida - Programa tem objetivo de ajudar na validação de projetos inovadores para o mercado Cedida - Programa tem objetivo de ajudar na validação de projetos inovadores para o mercado Imagem: Cedida - Programa tem objetivo de ajudar na validação de projetos inovadores para o mercado

A Fundação Inova Prudente publicou o edital de chamamento público do Programa Hotel de Projetos Inovadores, criado pelo Decreto 31.117/2020. A iniciativa tem como principal objetivo auxiliar com mentorias e capacitações para que empreendedores, acadêmicos e pesquisadores possam validar suas ideias e projetos, a fim de futuramente transformá-los em negócios inovadores.

Para incentivar a participação dos professores que orientarão os projetos, o programa prevê o pagamento de uma bolsa única no valor de R$ 800 para o docente que recomendar a ideia de seu aluno ou ser um orientador, caso seja aprovado no programa. Este valor servirá para custear oito horas de mentoria que este professor deverá cumprir para auxiliar não só a validação do projeto que recomendou, mas também outros projetos do pool aprovado, de acordo com sua formação acadêmica e experiência profissional.

Segundo o diretor da fundação, Bruno Carnelóss, a bolsa é para cobrir a dedicação do professor com mentorias no programa. “Queremos envolver os professores e pesquisadores acadêmicos na execução do programa, aproveitando sua expertise profissional para auxiliar os projetos inscritos e, em troca, poder remunerar essa dedicação”.

Para o secretário de Tecnologia, Rogério Alessi, o programa vai atender àqueles que têm uma ideia ou um projeto e precisam de ajuda para validá-los no mercado. “Às vezes a ideia e o projeto são muito difíceis de serem monetizados no mercado sem um auxílio desse tipo”, explica. 

Outra finalidade deste programa é auxiliar o egresso, principalmente o recém-formado, a empreender com base em seu próprio esforço acadêmico. “Um aluno obtém sua colação de grau a partir da aprovação de seu TCC [Trabalho de Conclusão de Curso] e vai para o mercado. Este programa vai ajudá-lo a transformar seu artigo em sua primeira startup”, destaca Alessi.  

Vinte projetos serão selecionados nesta primeira etapa e projetos inscritos com uma carta de recomendação acadêmica receberão uma pontuação extra. Apesar disso, o programa está aberto a todos os empreendedores, ligados ou não à academia, independente de sua formação ou experiência. Entretanto, projetos que já estão sendo executados no mercado não podem participar. 

O edital pode ser consultado clicando aqui.

Serviço

As inscrições deverão ser feitas de 15 a 30 de outubro. Para mais informações, basta acessar o site www.inovaprudente.com.br/hotel.

Veja também