Inter Prudente começa com disputas e alegria

JOGOS UNIVERSITÁRIOS Competição da 1ª edição do evento realizada na cidade começaram na manhã de ontem

Esportes - BRUNO SAIA

Data 13/11/2016
Horário 17:36
 

A combinação entre a concentração dos atletas e a animação das torcidas organizadas marcou o primeiro dia de provas do Inter Unesp 2016, realizado pela primeira vez em Presidente Prudente. "É uma competição fora do normal, completamente diferente de qualquer outra", relata o treinador da equipe de natação de Presidente Prudente, Renan Marcondes Porte, 26 anos, apontando para os empolgados torcedores que acompanhavam a competição disputada na piscina da Apea (Associação Prudentina de Esportes Atléticos). "Nossa equipe é muito forte e somo muito regulares, então, o objetivo é brigar pelo campeonato", completa.

Jornal O Imparcial Gracielly: "É só para brincar"

Um dos destaques do time de nadadores prudentinos é Veronica Farias de Ornellas, 22 anos, que participa do Inter Unesp pela quinta vez. "A gente treinou o ano inteiro para se preparar para essa competição, que está com o nível muito alto", conta a atleta, formada em engenharia cartográfica. "Espero dar o meu melhor e conseguir algumas medalhas", afirma a nadadora.

No total, 15 provas, nas categorias masculino e feminino, foram disputadas na manhã de ontem na piscina da Apea, pela 1ª Divisão do Inter Unesp. A tarde seriam disputas as provas da segunda divisão.

 

Handebol e basquete

Ainda na manhã de ontem, nas quadras no Parque do Povo, a equipe de handebol feminino de Franca venceu o time de Araraquara por 13 a 7 e as atletas de Rio Preto atropelaram as meninas de Assis, por 19 a 2. "Foi uma vitória muito boa, que dá um gás para continuarmos, pois viemos para ganhar uma medalha e festejar muito", conta Bárbara Freitas, que está no curso de Química, na Unesp de Rio Preto e veio para seu primeiro Inter Unesp. Na sequência, a disputa seria no handebol masculino, entre Bauru e Assis.

No espaço ao lado, a equipe de basquete masculino de Prudente também começou bem a competição, vencendo o Jabuka por 78 a 11.

 

Rivalidade

A rivalidade entre as torcidas e atletas de Prudente e Bauru também chamou a atenção de quem conferiu o primeiro dia do Inter Prudente. "É a primeira vez que eu venho e, apesar dessa rivalidade, fui muito bem recebida e a cidade tem um povo muito caloroso", diz a estudante de Engenharia de Produção de Bauru, Giulia Mello, 18 anos, contente com a receptividade do prudentino. "Tem essa provocação, mas no fim, é só para zoar um ao outro", explica Gracielly Scarin Ortega, 19 anos, que cursa Fisioterapia em Pudente.

 

Veja também