Jovem prudentino é Oficial Médico do Exército no MS

Sinomar

Pedro Victor de Arruda Armelin presta serviço militar no 9º Batalhão de Suprimento (9º B Sup), em Campo Grande

COLUNA - Sinomar

Data 01/08/2020
Horário 04:34
O jovem médico Pedro Victor de Arruda Armelin, no 9º Batalhão, em Campo Grande O jovem médico Pedro Victor de Arruda Armelin, no 9º Batalhão, em Campo Grande Imagem: O jovem médico Pedro Victor de Arruda Armelin, no 9º Batalhão, em Campo Grande

Pedro Victor de Arruda Armelin, 26 anos, filho caçula de Dalva e Plínio Marcelo Armelin, médico formado em 2019 na Unoeste, presta serviço militar no 9º Batalhão de Suprimento (9º B Sup), em Campo Grande (MS), onde em agosto receberá a patente de Primeiro Tenente do Exército Brasileiro.

BOM DIA
“Você não precisa ser o melhor para ser extraordinário. É melhor ter três ferramentas adequadas do que uma única e perfeita”. 
(Lucas Lima, CEO da AAA Inovação)

Auxílio

Temia-se que a pandemia de coronavírus aumentaria substancialmente a miséria. O que aconteceu até agora? O economista Ricardo Amorim diz que é exatamente o contrário: O auxílio de R$ 600 por mês para desempregados, autônomos e informais reduziu a extrema pobreza no país ao menor nível em 40 anos. Ainda assim, 6,9 milhões de brasileiros ainda vivem com menos de R$ 154 por mês por pessoa. Isso mostra que das 80 milhões de pessoas que receberam o auxílio, muitas não precisavam dele, mas muitas que realmente precisam não receberam.

Agronegócios

Nossa região já foi grande produtora de algodão e amendoim. Hoje é forte na pecuária e cavalo Quarto de Milha e tem um cinturão hortifrutigranjeiro pujante nas cidades vizinhas de Presidente Prudente. Mas a agricultura volta a pautar negócios no oeste paulista, e começa um processo de expansão de áreas voltadas ao plantio de soja e batata doce.

Cássia de Paula Bragato e Bugalho
Cássia de Paula Bragato entregou ao prefeito Bugalho, proposta dos alunos do Colégio Cotiguara, com sugestões para resolver os problemas do Parque do Povo

Cotiguara formando cidadãos conscientes

Os alunos do 4º ano do Colégio Cotiguara, enquanto estudavam problemas relacionados à água, fizeram um levantamento de situações vividas em Presidente Prudente e o destaque foi para o Parque do Povo e as inundações nos dias de fortes chuvas. Escreveram então, durante a aula, sob a orientação da professora Tatiana von Ah, uma carta coletiva destinada à Prefeitura, com apontamentos e sugestões para tentar solucionar o problema. A carta foi entregue ao prefeito Nelson Roberto Bugalho pela mãe do aluno Davi, Cássia de Paula Bragato. “O objetivo deste trabalho foi proporcionar aos alunos momentos de reflexão sobre situações reais, vividas no dia a dia e orientá-los a exercer o papel de cidadãos atuantes na busca por melhorias no município”, disse a diretora Ana Delfim.

Veja também